Emprego volta à carga após dois meses de corte de vagas

 

Pablo Santos 

Após dois meses com geração de postos de trabalho no vermelho, o emprego em Divinópolis voltou à carga em julho. Números do Ministério do Trabalho confirmam a volta das oportunidades de emprego na cidade, além de conquistar saldo positivo no ano e na comparação com o mesmo período de 2017.

Nos meses de maio e junho, a cidade fechou 102 e 249 postos de trabalho, respectivamente. Diferente dos dois períodos, julho foi o mês com saldo positivo nas oportunidades de emprego na cidade.  Conforme os números divulgados pelo Ministério do Trabalho, foram abertos no município 61 vagas com carteira assinada. O montante é a diferença de 2.121 contrações e menos as 2.060 demissões no mês passado.

A última vez que a cidade teve saldo positivo foi em abril quando foram criados 158 postos de trabalho formal.

O resultado de julho deste ano é melhor na comparação com o mesmo período do ano passado. Neste mesmo mês de 2017, a cidade cortou 53 vagas formais, apontou o órgão.

Neste ano, o volume de postos de trabalho criados em Divinópolis é superior ao mesmo período do ano passado. Segundo dados do Ministério do Trabalho, foram abertas 742 vagas formais de janeiro a julho e, nestes mesmos meses de 2017, foram 538.

 Setores

 A construção civil foi a responsável pelo saldo positivo, depois de dois meses demitindo. De acordo com os dados do Ministério do Trabalho, foram criadas em julho no setor 107 vagas.

A indústria da transformação também criou vagas formais no mês passado: 45.

O setor de serviços abriu outras 10 oportunidades de trabalho.

Já o comércio foi o setor com volume de vagas encerradas chegando a 111, apontou o levantamento.

No acumulado do ano, o comércio já fechou na cidade 275 oportunidades.

Por outro lado, o setor de serviços foi o que mais se destacou criando 656 vagas formais em 2018.

 

Comentários
×