Emprego na confecção fica no azul em agosto

Educação, transporte e comunicação registram números positivos no emprego

 

 

Pablo Santos

Confecção, educação, transporte e comunicação são os setores com maior volume de contratações em agosto. Os três segmentos foram essenciais para o saldo do emprego em Divinópolis ficar no azul após três meses.

A indústria da transformação é formada por 12 setores. Juntos foram criadas 63 oportunidades com carteira assinada no mês passado. A confecção foi o setor com maior volume de empregos formais criadas na cidade na indústria e em outro segmentos. Foram contratados 185. Subtraindo-se os 126 desligamentos, restam 59 vagas formais abertas no mês passado, de acordo com dados do Ministério do Trabalho e Emprego.

Já o setor serviços abriu 82 oportunidades no mês passado. Com 30 oportunidades criadas, a educação dentro do setor de serviços foi a segunda com maior abertura de oportunidades formais.

Outros segmentos dos serviços são os de transporte e comunicação. De acordo com o Ministério do Trabalho, foram abertas 29 oportunidades formais no mês passado em Divinópolis. 

Ainda no mesmo segmento, os serviços médicos, odontológicos e veterinários criaram 17 oportunidades.

Acumulado 

Apesar do saldo positivo de agosto, a confecção opera com forte corte de emprego no ano. Nos primeiros oito meses de 2017, o volume de vagas eliminadas soma 361.

O setor de ensino já tem números positivos e chegou a abrir 95 oportunidades de janeiro a agosto. Transporte e comunicação, do setor de serviços, criaram 46 vagas. 

Geral 

No geral, os dados revelaram a maior abertura de vagas de emprego do ano em agosto no município. Em agosto, a cidade abriu 161 vagas formais de emprego, resultado da diferença de 2.099 admissões e 1.938 desligamentos. O saldo positivo apareceu depois de três meses de números negativos. Em maio, junho e julho as vagas encerradas somaram 19,57 e 53, respectivamente.

No acumulado do ano foram abertas 267 oportunidades formais de emprego no município sem os reajustes mensais realizados pelo Ministério do Trabalho.  No mesmo período do ano passado, a cidade encerrou 545 vagas. Em 2015, também nos oito primeiros meses, a cidade finalizou 156 postos de trabalho. Já em 2014, o resultado foi positivo e Divinópolis abriu no mesmo período 687 vagas com carteira assinada.

 

Comentários
×