Emprego em Divinópolis avança pelo 3º mês e alcança melhor resultado

 

Pablo Santos 

Pelo terceiro mês seguido, cresceu a criação de postos de trabalho em Divinópolis. Outubro foi o melhor mês do ano em volume de geração de emprego com carteira assinada na cidade. Diferente de outros meses, as vagas cresceram em todos os setores mais expressivos como serviços, indústria, comércio e construção civil.

Os dados divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) revelam a abertura de 181 oportunidades criadas na cidade em outubro. O resultado é a diferença entre as 1.976 admissões menos as 1.795 demissões.

O desempenho de outubro em Divinópolis é o terceiro seguido com vagas criadas.  Em setembro, a cidade encerrou o período com 160 postos de trabalho criados e, em agosto, 161, conforme os dados do Ministério do Trabalho. Diferente de maio, junho e julho com corte de 19, 57 e 53, respectivamente.

 Melhor 

O resultado de outubro foi o melhor até o momento conquistado por Divinópolis. As 181 vagas de empregos gerados superaram as 161 de agosto.

No acumulado do ano já foram abertas com carteira assinada 1.066 oportunidades, que é a diferença de 20.968 contratações e 19.902 encerramentos de contratos.

Os números de 2017 são bem superiores aos alcançados em 2016. De acordo com os dados disponíveis, de janeiro a outubro do ano passado, a cidade cortou 346 vagas formais. Diferente deste ano com as 1.066 vagas abertas no mesmo período.

 Setores 

Das 181 oportunidades abertas em outubro, o setor de serviços e a construção criaram 63 oportunidades cada, apontou o MTE.

O comércio aparece na sequência com 46 postos de trabalho abertos. Em menor proporção, a indústria chegou a abrir nove vagas e a agropecuária, outras três.

No ano, alguns setores ainda estão com números negativos. A indústria, por exemplo, fechou de janeiro a outubro 191 vagas formais. Já o comércio encerrou 39.

O setor de serviços está no azul com 667 oportunidades abertas, acompanhado da construção civil com 209, apontou o Ministério do trabalho.

 

Comentários
×