Emprego da indústria sai do vermelho

 

 

Pablo Santos 

A indústria divinopolitana atravessa, em 2018, o melhor momento em volume de empregos dos últimos quatro anos. De janeiro a outubro, desde 2014, foram registrados somente encerramento de oportunidades formais de trabalho. As indústrias farmacêuticas, metalurgia e vestuário lideraram as oportunidades de com carteira assinada em 2018, de acordo com os dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

De janeiro a outubro deste ano, a indústria da cidade abriu 621 vagas de emprego. Foi o setor com maior contratação na cidade superando os serviços. O resultado é referente às 4.880 contratações menos as 4.259 demissões, conforme o MTE.

O desempenho de 2018 é superior aos últimos quatro anos, quando as indústrias locais encerram centenas de vagas de janeiro a outubro. No ano passado, por exemplo, foram cortadas 204 oportunidades de trabalho e, nos mesmos meses do ano anterior, foram 221 vagas encerradas.

Em 2015, as empresas da cidade eliminaram 285 vagas com carteira assinada em Divinópolis. Já em 2014, foram 26 oportunidades cortadas.

Os números de 2018, dos 10 primeiros meses, foram superados pelo desempenho de 2013, quando a indústria divinopolitana criou 733 vagas de trabalho formal, segundo os números do MTE.

Já em 2012, os números também foram positivos no mesmo período: 275. Em 2011, a indústria também abriu vagas: 429.

O melhor número dos últimos oito anos foi alcançado em 2010, quando a indústria local criou 1.072 nos primeiros dez meses daquele período.

 Setores

 Nenhum segmento da indústria da transformação gerou mais oportunidades do que a indústria química farmacêutica. Foram abertas, neste ano, até outubro, 216 vagas no setor.

Depois, apareceu a indústria metalúrgica, com 195 postos de trabalho criados.  O vestuário também fechou os 10 meses no azul e foram abertas 160 vagas.

Dos 11 segmentos da indústria da transformação, somente o de calçados e couro encerraram oportunidades neste ano. De acordo com o MTE, foram cortadas 56 vagas.   

 

 

Comentários
×