Empreendedores podem obter orientações gratuitas em Divinópolis

Ana Laura Corrêa

Divinópolis encerrou 2017 com 13.811 pessoas registradas com a atividade de microempresa individual (MEI). Os dados são do Portal do Empreendedor, mantido pelo Governo Federal. O levantamento mostra que grande parte, 4.188 dos optantes, tem entre 30 e 40 anos.

No município, os microempreendedores, e também quem deseja abrir um negócio, podem contar com auxílio gratuito para aprimorar suas atividades. Nas consultorias, também são indicadas ações para se alcançar o resultado desejado.

Assessoria

Uma das entidades que realiza diariamente este tipo de atendimento gratuito no município é o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Segundo o analista técnico Júnio César de Freitas Enes, o serviço tem como principal missão contribuir para o desenvolvimento das empresas.

— Oferecemos cursos, oficinas, palestras, workshops, orientação técnica, tanto presencial quanto a distancia. Orientamos principalmente quanto à regularização do MEI das empresas e também em relação à gestão do negócio. Nosso papel é cuidar da empresa para que ela possa se desenvolver, crescer, gerar mais empregos para o país, faturar e contratar mais — explica.

Microempreendores

A cerimonialista Maria Auxiliadora Guimarães é uma das que buscou o auxílio do Sebrae para o seu negócio.

—Vim saber o que podem me oferecer para que eu possa abrir a minha empresa, formalizá-la e investir nela. Busco um suporte técnico e geral, para que eu não fique com o meu empreendimento aberto por apenas e depois feche, como é o que normalmente acontece — relata Maria Auxiliadora.

Prefeitura

Em dezembro do ano passado, a Prefeitura de Divinópolis, o Sebrae Minas e a Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg) inauguraram,  no Centro Administrativo, a Sala Mineira do Empreendedor.

No espaço, empresários podem obter orientações sobre contas públicas e captação de recursos. Além disso, o atendimento procura desburocratizar os processos de abertura de micro e pequenas empresas (MPE) e de microempreendedores individuais (MEIs).

 

 

Comentários
×