Emop é reconhecida nacionalmente por oferecer trabalho a detentos

Da Redação

A Empresa Municipal de Obras Públicas (Emop) ganhou o Selo Nacional de Responsabilidade Social pelo Trabalho (Resgata). A autarquia municipal foi reconhecida por incentivar e estimular a mão de obra oriunda do sistema prisional brasileiro.

O governador de Minas, Romeu Zema, entregou nesta quinta-feira, 21, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, o Selo Resgata a 106 empresários mineiros e a Emop estava entre as empresas.  O certificado conferido pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, é uma homenagem às empresas que fazem o dever social de promoção da dignidade humana.

Em 2017, a Emop assinou um convênio com o Presídio Floramar visando oferecer vagas para os detentos. Atualmente, 15 albergados realizam trabalho para a Emop.  

— Tem uma importância social enorme, tivemos críticas no começo da proposta, mas hoje somos reconhecidos pelo trabalho social realizado pela Emop. Recebemos do governador do Estado e autoridades máximas da segurança esse diploma de extrema importância para ressocialização dos detentos — destacou o diretor da Emop, Antônio Eustaquio da Costa, que se reuniu nesta quinta-feira, 21, com o prefeito de Divinópolis, Galileu Machado, para apresentar o diploma.

O certificado foi assinado pelo ministro da Justiça, Sérgio Fernando Moro, e o diretor-geral do Departamento Penitenciário Nacional, Fabiano Bordignon. 

Minas Gerais está em destaque no cenário nacional, com o 1º lugar em número de empresas que empregam detentos e são certificadas pelo Ministério da Justiça.

— Para mim, é uma satisfação enorme saber que Minas Gerais é um estado que está muito à frente dos demais. Isso é prova de que abraçamos essa causa tão importante, que é oferecermos oportunidade de trabalho e de qualificação e redução de penas para os detentos — salientou o governador Romeu Zema. 

 

Comentários
×