Em pouco mais de 15 dias, janeiro já é um dos piores meses desde o início da pandemia

Dados apontam que, para além do alto contágio, letalidade da doença está próxima de recorde

Matheus Augusto

Pela segunda vez no ano, Divinópolis se vê, desde ontem, na onda vermelha do programa estadual Minas Consciente. Como anunciado pela Prefeitura na quinta-feira, 14, apenas serviços essenciais poderão funcionar com atendimento presencial. Os demais setores vão funcionar apenas por meio de entrega em domicílio (delivery) ou retirada no balcão.

O último balanço da semana, divulgado ontem pela Vigilância em Saúde, detalha o cenário na cidade: janeiro é um dos piores meses desde o início da pandemia de covid-19, em março do ano passado. Os 15 primeiros dias do ano já foram suficientes para registrar o segundo maior número de notificações, casos confirmados. Além disso, com as três mortes confirmadas ontem, janeiro ultrapassou dezembro e tem o maior número de óbitos pela doença: são 23 neste mês contra 22 no anterior. As médias de internação diária em leitos exclusivos para pacientes com quadro sintomático também são as maiores desde o início da pandemia, tanto em enfermarias quanto nos CTIs.

Até o momento, por exemplo, dezembro tinha a maior média de mortos por dia, com 0,71. Em janeiro, o indicador já subiu para 1,33. A média diária de casos confirmados também era liderada por dezembro (46,6), mas também está sendo superada por janeiro (53,3).

Confira o comparativos entre os meses*, conforme dados da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa):

*Os dados de janeiro de 2021 são parciais e foram atualizados pela última vez ontem.

Foto: Jornal Agora

Casos notificados 

Março - 630

Abril - 830

Maio - 656

Junho - 1.171

Julho - 2.866

Agosto - 3.524

Setembro - 3.287

Outubro - 2.078

Novembro - 4.074

Dezembro - 7.778

Janeiro/21 - 4.994 (2° maior)

Casos confirmados

Março - 11

Abril - 83

Maio - 79

Junho - 192

Julho - 267

Agosto - 397

Setembro - 425

Outubro - 439

Novembro - 600

Dezembro - 1.446

Janeiro/21 - 903 (2° maior)

Mortes

Março - 0

Abril - 1

Maio - 2

Junho - 10

Julho - 11

Agosto - 18

Setembro - 15

Outubro - 12

Novembro - 10

Dezembro - 22

Janeiro/21 - 23 (maior)

Quantidade média de internações no setor de enfermaria

Abril - 14

Maio - 21

Junho - 27

Julho - 39

Agosto - 48

Setembro - 48

Outubro - 37

Novembro - 40

Dezembro - 55

Janeiro/21 - 76

Quantidade média de internações em CTIs

Abril - 12

Maio - 15

Junho - 19

Julho - 26

Agosto - 30

Setembro - 36

Outubro - 28

Novembro - 27

Dezembro - 45

Janeiro/21 - 57

Mortes

Mais três óbitos por covid-19 foram confirmados ontem. Com isso, janeiro já é o mês mais letal da doença, com 23 vítimas fatais. 

Os novos casos foram:

- Sexo masculino, 70 anos, portador de doença cardiovascular crônica e hipertensão. Morreu no último dia 3.

- Sexo feminino, 77 anos, portadora de doença cardiovascular crônica e morreu em 10 de janeiro.

- Sexo feminino, 77 anos, portadora de diabetes e hipertensão. Morreu no último dia 11.

 

 

Comentários
×