Em 2021, uma pessoa morre por covid em Divinópolis a cada 24h

Entre janeiro e fevereiro, 58 pessoas perderam a vida em decorrência do coronavírus na cidade

Da Redação

Entre ondas amarelas e vermelhas do Minas Consciente ‒ e sonhando em retornar à verde ‒ Divinópolis registrou, nos primeiros 55 dias do ano, um recorde fatal: 58 mortes por covid-19 ‒ média diária de 1,05. Apenas em janeiro, 43 moradores da cidade perderam sua vida para a doença, o recorde até o momento. Em fevereiro, 15 ‒ quarto maior índice desde abril do ano passado.

Para fins de comparação, em 2020, foram contabilizados 101 mortes em nove meses ‒ média diária de 0,37 ‒ desde o primeiro óbito. O número de óbitos neste ano já é 57% dos registrados em todo o ano passado.

Mortes por mês

Abril: 1

Maio: 2

Junho: 10

Julho: 11

Agosto: 18

Setembro: 15

Outubro: 12

Novembro: 10

Dezembro: 22

Janeiro/21: 43

Fevereiro: 15

Dados

Até o momento, Divinópolis contabiliza 40.013 casos suspeitos da doença: 6.824 confirmados, sendo 6.226 já recuperados, e 1.902 descartados. 

Conforme boletim de ontem, 61 pacientes estão internados no setor de enfermaria e 46 em CTI com quadro clínico compatível com covid-19. A taxa de ocupação de leitos de CTI exclusivo para pacientes com covid está em 48,4%. Já os destinados para pacientes com outras enfermidades estão em 107,8%, com a falta de quatro leitos, todos na rede suplementar.

A Prefeitura também confirmou mais três mortes de moradores pela doença. A primeira foi de um homem de 85 anos, portador de doença cardiovascular crônica e hipotireoidismo. O óbito ocorreu na terça-feira, 23.

A segunda vítima foi também um homem, de 66 anos, portador de hipertensão arterial e doença neurológica crônica. A morte aconteceu em 26 de janeiro.

Já o terceiro registro foi de um homem de 61 anos, portador de doença cardiovascular crônica, diabetes mellitus e pneumopatia crônica. O óbito ocorreu no dia 23 de janeiro.

Comentários
×