Eleições OAB I

Ao contrário do que ocorreu nas eleições estaduais em que o candidato Sérgio Murilo pediu judicialmente a recontagem de votos,  pois enquanto comemorava a suposta vitória, a comissão eleitoral anunciava Raimundinho como presidente, em Divinópolis a votação transcorreu na mais absoluta tranquilidade. Carlos Alberto Faustino não foi reeleito, mas termina o seu mandato com a certeza do dever cumprido. Durante todo o período em que esteve a serviço da OAB como membro da diretoria, tendo exercido três cargos: diretor da Escola Superior de Advocacia, vice-presidente   e presidente, totalizando nove, buscou sempre defender os interesses da Advocacia. Pode-se afirmar que neste período de dedicação à frente da entidade, a advocacia sai mais fortalecida. 

Eleições OAB II

Manoel Brandão foi eleito presidente da OAB em Divinópolis com uma diferença de 234 votos. Embora pouco conhecido na cidade, a campanha ocorreu sob a coordenação de Farlandes Guimarães que já provou que tem jeito para a coisa, quando recentemente organizou um seminário de Direito Previdenciário.  Se continuar assim, em 2020 os candidatos nas eleições municipais brigarão pelo seu passe.

 A liderança exercida pelo advogado Farlandes foi fator determinante para a vitória. O extenso trabalho de marketing, assim como corpo a corpo em pontos estratégicos e o material de campanha foram essenciais. Por ser jovem e a advocacia de Divinópolis estar se renovando, a principal proposta foi no sentido de que era preciso renovar – daí o nome Chapa Renovação - vez que a maioria dos membros da diretoria atual são formados antes de 1995.  

 Sorte ao nosso novo presidente! Será presidente de todos e sim, torço pelo seu sucesso e de sua equipe e nem poderia ser diferente, primeiro porque somos todos próximos e mesmo que não fôssemos, estamos no mesmo barco e em alto mar, e torcer para que a tripulação fracasse, terá como resultado que o barco afunde com todos dentro, sem chance de sobrevivência.   Somente um idiota suicida torce para cair o avião porque não vai com a cara do piloto.  

 Desafio

Manoel Guimarães tem em mãos a responsabilidade de corresponder à confiança de seus eleitores e também dos que votaram na chapa encabeçada por Carlos Alberto Faustino. É preciso que o novo presidente tenha em mente que não conseguirá atender a todas as demandas, não conseguirá cumprir todas as promessas de campanha, pois não depende somente dele e de sua equipe e nem mesmo da classe. Muito se depende de terceiros e daí a ideia que muitos têm de que quem está lá não fez e nem faz nada. Força comandante! Não esmoreça!

 Vera Prado

Um dos mais belos currículos na área de Educação, Vera Prado, excelente educadora, se vê diante de uma situação que pode macular seu currículo: o risco de perda do ano letivo pelos alunos da rede municipal de ensino. Ciente de que Galileu receberia a prefeitura em situação delicada, calamitosa face à crise que assola o país, com o seu potencial somado à importância de sua Secretaria, poderia ter exigido de Galileu que sua pasta jamais sofreria com a falta de recursos, embora saibamos que o prefeito não pode simplesmente dizer que utilizará outros recursos.  Mas confiamos que o pagamento que está sendo feito hoje aos professores, sirva de alento para que retornem às salas de aulas. O povo agradece!

 Delegado Leonardo Pio

Em junho do ano passado. Divinópolis e região se viram ameaçadas com a remoção do delegado regional de Polícia Civil, Leonardo Pio. Considerando os relevantes serviços prestados, a população atraiu para si a responsabilidade de cobrar dos parlamentares que evitassem essa transferência e fez mais: foi para a rua. Houve uma manifestação de apoio em frente à Delegacia Regional que contou com divinopolitanos e pessoas de cidades vizinhas. Resultado: prevaleceu a vontade do povo. Nada mais democrático! Leonardo Pio continuou em Divinópolis e mesmo com os parcos recursos destinados à segurança, juntamente com sua equipe tem desenvolvido um trabalho notável no combate à violência.  Um líder, sem sombra de dúvida que sabe fazer a diferença.

Comentários
×