Eleições 2018: Divinópolis conta com equipe de quase 4 mil pessoas

 

Maria Tereza Oliveira

As eleições são no próximo domingo, 7. Faltando poucos dias para o pleito, grande parte da população ainda tem muitas dúvidas sobre processos importantes da eleição.

Para esclarecer as dúvidas mais frequentes, o Agora ouviu os chefes de cartório das zonas eleitorais 102ª e 103ª, Cleiton Pinto Moreira e Cíntia Oliveira Creco respectivamente.

A distribuição das urnas, quantas pessoas estão envolvidas, qual o trajeto e quais documentos são necessários para levar para a votação.

Urnas

As urnas da cidade serão distribuídas no dia do pleito, a partir de 05h30. Os veículos são carregados na véspera das eleições e ficam armazenados no pátio do Batalhão da Polícia Militar (PM) até o dia da eleição.

A cidade conta com 163.331 eleitores aptos para votar, 18.654 com títulos cancelados e 1.794 com títulos suspensos. O número de títulos irregulares é o suficiente para eleger um deputado.

São quase 600 urnas para atender 528 seções.

Equipe

São aproximadamente 3.800 pessoas, sendo 1.300 na 102ª e 2.500 na 103ª, entre mesários, coordenadores de locais de votação, auxiliares de serviço eleitoral e escrutinadores envolvidos no processo eleitoral da cidade.

São 2.012 mesários, além de 125 coordenadores de locais de votação, responsáveis por dar suporte aos mesários. 26 pessoas trabalhando na junta eleitoral, 53 pessoas para apoio nos locais de votação, além de voluntários.

Documentos

No dia da eleição, é indispensável um documento oficial com foto, que pode ser carteira de identidade, passaporte, carteira de categoria profissional reconhecida por lei, certificado de reservista, carteira de trabalho, Documento Nacional de Identidade (DNI) ou carteira nacional de habilitação (CNH).

O título de eleitor também facilita o processo, já que nele constam informações sobre a zona e a seção eleitoral. Neste ano foi lançada a versão online do título, então, se preferir, o eleitor pode baixar o aplicativo e-Título, disponível para Android ou iOS, que substitui documento oficial com foto.

É importante lembrar que não valem Certidão de Nascimento e de casamento como prova de identidade na hora de votar.

Prioridade

Muitas vezes as filas para votação são enormes, e, assim como em filas de banco, alguns grupos de pessoas têm atendimento prioritário. Idosos, deficientes, gestantes, lactantes e enfermos possuem prioridade.

Além deles, servidores da Justiça Eleitoral (JE), policiais em serviço, além dos auxiliares do processo eleitoral (mesários, coordenadores) também terão prioridade nas filas.

 

 

Comentários
×