Egito embala exportações divinopolitanas

 Pablo Santos 

As exportações divinopolitanas cresceram 107% de janeiro a novembro.  No acumulado do ano o faturamento das vendas com o mercado exterior chegaram US$ 174 milhões. Os dados divulgados ontem pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) mostraram uma novidade: Egito ultrapassou o Peru e é o maior parceiro comercial de Divinópolis.

De acordo com os dados apresentados, o faturamento de US$ 174 milhões é o quarto melhor resultado em 17 anos. O recorde do ano foi alcançado em 2008 com US$ 318 milhões, acompanhado de 2005 com US$ 219 e US$ 186 milhões de 2011, respectivamente.

Já mensalmente, foram exportados em novembro US$ 20,4 milhões sendo o quarto melhor resultado de 2017 para o mês. O melhor desempenho do ano foi alcançado em agosto com US$ 23,9 milhões exportados.

Com o faturamento chegando a US$ 174 milhões até novembro, o volume supera em 107% o valor do ano passado no mesmo período em que vendeu US$ 84,3 milhões.

 Parceiros 

Dos US$ 174 milhões produtos enviados para o exterior em 11 meses, US$ 35,3 milhões foram para o Egito. De acordo com a Secex, o país árabe registrou o maior percentual de vendas concretizadas por Divinópolis chegando a 20,22%. Antes, o Peru liderava com maior parceiro comercial e, atualmente, está em segundo lugar com 15,3%, representando US$ 26 milhões. República Dominicana e Argentina compraram da cidade US$ 24 milhões e US$ 23 milhões, respectivamente.

O item mais comercializado foi o semimanufaturados de ferro com US$ 113,6 milhões. Na sequência apareceu o ferro fundido bruto e ferro spiegel com US$ 29 milhões e as barras de ferro US$ 21,1 milhões.

Brasil

 Já as exportações brasileiras somaram US$ 16,68 bilhões em novembro, com alta de 2,9% sobre o mesmo período de 2016. Cresceram, em novembro, as vendas ao exterior de produtos básicos (+26,5%) e de produtos semimanufaturados (+3,1%), enquanto recuaram as exportações de produtos manufaturados (-14,2%).

 

 

Comentários
×