Efervescência literária

Marco Aurélio Braga

A quarentena ocasionada pela pandemia do coronavírus também é o start para que obras literárias saiam de mentes promissoras com caminho certo nas nossas bibliotecas. O momento movimenta e emana reflexos na criação literária, com escritores trazendo à tona as vivências, angústias e inquietações geradas por esse momento único na história contemporânea. Temos notícias de quatro delas, algumas já finalizadas e aguardando o momento para serem lançadas. Hoje vamos destacar estas obras neste espaço jornalístico.

1972

Otávio Paiva, o Cuca, estreia no segmento literário com “1972: feliz por um bis”, um romance autobiográfico que já está pronto, inclusive com alguns trechos já divulgados em sua página no Facebook. Nas páginas do livro, um passeio pelo ano de 1972, onde o autor recorda os grandes eventos que movimentaram a cidade e outros que não ocorreram, mas que a criatividade de Cuca deu asas para que, ao fim, se realizassem.

A capa é reprodução de um quadro do artista plástico Heraldo Alvim. A obra deve ser lançada no mercado por meio de financiamento coletivo,  com o dinheiro de pessoas que estão dispostas a colaborar com o projeto. Este canal se tornou mais conhecido pela expressão em inglês "crowdfunding" ou, ainda, pelo termo mais popular, "vaquinha on-line".

O Livro

Já em fase final o também livro de estreia de Pedro Magalhães de Faria, o coronel Faria, que será recheado de fotos e lembranças acumuladas na memória deste grande homem que, entre muitas coisas, agigantou a imprensa regional à frente do Agora por dezenas de anos. Sônia Terra o auxilia neste “garimpo” e confidencia a amigos que também pretende fazer um livro de frases impactantes de pessoas influentes e folclóricas com as quais conversou e ainda mantém contato!

108

O historiador Welbert Skaull lançará “108 Histórias Marcantes”, livro que terá a participação de 108 convidados, cada um deles terá a liberdade de escolher um personagem que tenha sido, de alguma forma, marcante para a história da cidade. A ideia era lançar a obra nas comemorações do aniversário de 108 anos de Divinópolis, mas, com a pandemia, o projeto foi repaginado e será lançado em formato ebook, de forma gratuita, no dia 1º de junho de 2020, e sob encomenda para quem se interessar pela versão impressa. 

Marcas do tempo

Aristides Salgado dos Santos já está com obra de estreia no segmento de poesia prontinha.  "Marcas do Tempo" trará 60 poemas, terá capa do autor e prefácio de Osvaldo André de Mello e de Fernando de Oliveira Teixeira. O material foi revisado por Mauro Eustáquio Ferreira e será lançado pós-quarentena. Paralelo ao lançamento, será aberta uma exposição de desenhos que Aristides tem feito ao longo dos anos, destaque para uma série de lápis aquarelado que está sendo finalizada, na qual ele faz uma interpretação da Ave Maria em traços e cores.

A mostra também apresentará três desenhos da coleção particular de Salgado, executados por seu pai, Edmundo de Oliveira dos Santos, que era chefe das oficinas da Rede Ferroviária e tinha um dom artístico aguçado.

Novidade

A UFSJ desenvolveu um dispositivo de análise simultânea da postura e atividade muscular de atletas de alto rendimento. O protótipo é sem fio, funciona via wi-fi com oito sensores acoplados ao corpo do atleta. O trabalho é desenvolvido a partir de uma parceria do Grupo de Controle e Modelagem (GCOM), do Núcleo de Robótica e Tecnologias Assistivas da UFSJ (CyRoS), do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica (PPGEL) e dos departamentos de Ciências Naturais (DCNat) e de Ciências da Educação Física e Saúde (Dcefs). O ineditismo do protótipo está em dois campos: o primeiro é o sistema funcionar totalmente sem fio, que possibilita seu uso em ambiente aberto, e facilita o trabalho dos profissionais que acompanham os atletas.

Quando atletas de alto rendimento chegam ao seu limite físico, eles buscam compensar a postura para ganhar mais força em determinados movimentos. No ciclismo, por exemplo, ao subir um morro, o atleta começa a puxar a bicicleta enquanto pedala. Esse esforço começa a tender seu corpo para um lado e pode ocasionar uma lesão muscular. O sistema desenvolvido possui um software especial e mede o esforço do atleta nos três eixos (vertical, horizontal e paralelo).

Comentários
×