E vai rolar a bola

Batendo Bola - José Carlos de Oliveira

Enquanto em alguns estados do Brasil e em outros países pelo mundo afora o futebol voltou a fazer a alegria dos torcedores já há algumas semanas, aqui pelas bandas das Minas Gerais a bola volta a rolar apenas no próximo fim de semana, com a disputa da penúltima rodada da fase de classificação do Módulo I do Campeonato Mineiro. 

Protocolos

Com portões fechados para a torcida, as partidas voltarão a acontecer no estadual. Para que isto se torne realidade, todos os envolvidos nos jogos terão que cumprir rigoroso protocolo, com os cuidados que se fazem necessários nestes tempos de pandemia. 

Laboratório

O estadual volta em Minas com o principal torneio disputado por aqui, para depois serem recomeçadas as demais competições, como o Mineiro do Módulo II, o futebol feminino e as competições de base. Seria essa apenas uma prévia do que será o futebol em Minas no segundo semestre, com a divisão principal servindo como um laboratório para que as outras competições possam acontecer. 

Dependendo do que acontecer, com os efeitos que a volta do futebol possa causar na pandemia da covid-19 (com o aumento ou não de casos da doença), fica aberto o caminho para encontrar soluções para os demais torneios, facilitando ou não a vida para clubes e autoridades.

Combater o vírus 

A preocupação exclusiva das autoridades com a pandemia e os efeitos da covid-19 sobre a saúde das pessoas escondeu problemas tão ou mais sérios que o vírus, e maluco é quem não admite esta verdade. Desde a violência sem limites dentro de suas casas, também a depressão e outras doenças ainda mais graves ganharam terreno para proliferar nos últimos meses, levando muitos à morte.

Verdade

É, sim, uma grande verdade que o vírus chinês mata, mas igualmente é verdade que o homem não aprendeu ainda a viver apenas para o lar e muitos descontaram em esposas e filhos a falta de ter o que fazer. A preocupação de levar o sustento para casa levou à depressão e à violência, e após pandemia isto ficará ainda mais evidente, virá à luz, e muitos se perguntarão o que poderia ter sido feito para evitar esse drama.

Esportes

E é dentro desta linha de pensamento que a volta do futebol contribuirá e muito para salvar vidas. Tendo uma ocupação para a mente, um lazer a mais (mesmo que apenas pela televisão) para aliviar a pressão pela falta de trabalho, o futebol servirá como calmante para muitos. E mulheres e filhos só têm a agradecer por isso.

E nem adianta a turma do quanto pior, melhor, dizer algo em contrário. Lutar pela volta do futebol e a prática de esportes salvará, sim, muitas vidas, e as autoridades deveriam ter pensado nisto desde o princípio.

O adeus de Jorge Jesus – O treinador português se despediu dos rubro-negros com uma grande festa no domingo, rumando de volta para seu país, onde vai comandar o Benfica. Multicampeão, vencendo quase tudo que disputou com a camisa do clube carioca, o treinador deixará uma enorme saudade nos flamenguistas e acenderá a luz de esperança dos adversários, que veem na saída de Jorge Jesus a chance de levar a melhor sobre o Urubu no Campeonato Brasileiro. Se esta será ou não uma verdade somente o tempo dirá.

Comentários
×