Duas mortes por dengue são confirmadas em Divinópolis

Da Redação

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) confirmou, nesta terça-feira, 23, a morte de dois idosos em decorrência da dengue. No começo do ano, a Semusa alertou do perigo da doença, após os dados do Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa) revelarem alto risco de epidemia.

De acordo com a Semusa, uma mulher de 69 anos, do bairro Santa Clara, foi levada para o Santa Mônica com o quadro de saúde delicado e um homem de 77 anos, do Niterói, foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) também com estado de saúde grave.

— Os dois idosos chegaram às unidades de saúde com histórico de doença de base como hipertensão e diabetes. Chegaram em estado grave e obtiveram resultado positivo no teste rápido para detecção de dengue realizado na UPA e no hospital. Estão chegando muitas notificações, e o nosso alerta no começo do ano tem-se confirmado — afirmou a diretora da Vigilância em Saúde, Janice Soares.

Como em todas as notificações, nos dois casos, as equipes de bloqueio da Semusa foram às residências dos idosos e começaram a realizar a pulverização. A equipe vai até o endereço informado e realiza ações por bombas apropriadas de inseticida que age no mosquito. A pulverização tem uma ação pequena, quando considerado o tempo: menos de 12 horas.

Até o momento, foram 801 casos de dengue notificados na cidade; e 293, confirmados. O número de casos pode aumentar, já que os dados são atualizados toda quarta-feira pela equipe da Semusa.

— Precisamos da adesão de toda a população no combate à dengue, para que possamos minimizar ao máximo os efeitos desta epidemia. Na próxima semana intensificaremos ainda mais o trabalho ostensivo nos bairros mais acometido — afirmou o secretário Municipal de Saúde, Amarildo de Sousa. 

Ações

A Semusa identificou, no começo do ano, uma possível epidemia na cidade, após os dados do LIRAa apontarem a situação crítica. Uma das primeiras ações da Semusa foi retomar os mutirões de limpeza. Já foram realizados dez na cidade neste ano.  Todos os fins de semana, a equipe de Vigilância em Saúde percorre os bairros recolhendo potenciais criadouros dos mosquitos.

Outra ação foi quadruplicar a equipe de bloqueio do município. O Dia D contra a Dengue foi antecipado – geralmente é realizado em abril, mas, devido aos casos notificados em 2019, ocorreu em fevereiro.

As ações de panfletagem nas ruas foram reforçadas, e também o plano de contingência de combate à dengue foi acionado, além do comitê montado para desenvolver ações destinadas ao controle do vetor e reduzir a incidência de doenças.

O último Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa) apontou que 87% dos focos estão em residências, e o restante, em lotes.

Comentários
×