Dois são presos por tráfico em escola de Divinópolis

Gisele Souto

As ocorrências com prisões e apreensões de drogas têm aumentado em Divinópolis nas últimas semanas. Os locais são os mais diversos na cidade, alguns já muito conhecidos pela Polícia Militar (PM), como praça do Santuário, bairros Porto Velho, Niterói e Planalto. Porém, um caso em especial, registrado na noite de domingo, 17, chama a atenção. Depois de receber denúncias anônimas sobre o comércio de entorpecentes que estaria acontecendo dentro da Escola Municipal Maria Fonseca Peçanha, militares da 7ª Companhia Independente de Policiamento Especializado foram à rua Olímpio Moreira, no bairro Paraíso para averiguação.

No local, foram abordados dois jovens do lado de fora da escola com determinada quantia em dinheiro e outro do lado de dentro da escola com certa quantidade de cocaína.

Foi solicitado apoio às demais equipes do turno e, com o auxílio do cão Thor, foram encontradas porções de cocaína e maconha em diversos pontos da escola, além de material para a dolagem dos entorpecentes.

Presos e apreendidos

Foram presos no local dois rapazes, um de 20 anos e outro de 19. Foi apreendido um adolescente de 16 anos. Com eles, estavam: 11 buchas de maconha, uma porção da mesma droga, 16 papelotes de cocaína, duas pedras de crack, R$ 136 em dinheiro, duas balanças de precisão, além de material para dolagem.

Motivo

O comandante do 23º Batalhão da Polícia Militar (PM), tenente-coronel, Rodrigo Teixeira Coimbra diz que o aumento nas prisões e apreensões deve-se à ampliação no número de ações e operações por parte da PM, além da parceria com a comunidade, que vem aumentando as denúncias no 181.

— Vendo os resultados, as pessoas passam a acreditar mais nas denúncias que são totalmente sigilosas e seguras — resume.

Comentários
×