Dois são presos em Carmo do Cajuru por roubos na região

Da Redação

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu nesta semana Phelipe Junio Carvalho Assulino, conhecido como "Felipin", e Thairony Medeiros, ambos de 19 anos. Eles são suspeitos de diversos assaltos violentos na cidade de Carmo do Cajuru e região Centro-Oeste de Minas.

As investigações dão conta de que nos últimos quatro meses a dupla teria sido responsável por pelo menos seis ocorrências de roubo, receptação de veículo e corrupção de menores. Dentre os crimes que impactaram a população da região, estão o assalto a um posto de gasolina, no dia 29 de junho, e o roubo a uma propriedade rural de Carmo do Cajuru, no dia 1º de agosto, ocasião em que a dupla agrediu e torturou psicologicamente as vítimas idosas. 

Thairony tem extensa ficha policial, sendo apontado como suspeito em pelo menos 20 ocorrências roubo, tráfico de drogas, tentativa de homicídio, corrupção de menores e crimes de menor potencial ofensivo, como desobediência e ameaça. 

Já Phelipe figura como responsável por 46 ocorrências, entre elas roubos, tráfico de drogas, receptação, adulteração de sinal identificador de veículo automotor, corrupção de menores, uso de moeda falsa, porte ilegal de arma de fogo, homicídio e latrocínio, sendo este último cometido em Carmo do Cajuru, no ano de 2017. Ele também estaria envolvido em inúmeros homicídios ocorridos em Divinópolis durante disputas entre organizações criminosas dos bairros Nações e Campina Verde. 

— Como os presos estão envolvidos em diversas práticas criminosas por toda a região Centro-Oeste, caso sejam reconhecidos por novas vítimas, estas devem procurar a Delegacia mais próxima — informou o Delegado Weslley Amaral de Castro, responsável pelas investigações. 

Os investigados estão presos preventivamente e, caso sejam condenados pelos crimes apurados pela Delegacia de Carmo do Cajuru, podem ter uma pena de até 14 anos de reclusão.

Comentários
×