Doce espera de um pai de primeira viagem

Novo papai fala da expectativa e responsabilidades com a chegada do filho

Da Redação 

2020 será um ano especial para o casal Felipe Boca e Sabryna Santos. Juntos há uma década, eles aguardam a chegada do primogênito, Francisco. Pais de primeira viagem, driblam a ansiedade e renovam a expectativa para o nascimento do filho. 

E, para Felipe, o próximo domingo, 9, será diferente. Será o seu primeiro domingo como pai. Fotógrafo, ele registra muitos momentos especiais, e agora é a vez de ele sentir esta emoção. 

— Desde o dia que soube que o Francisco já estava na barriga da Sabryna, me considero pai. A chegada dele será um momento de muita emoção. Ainda não caímos na real que ele está chegando. Vai ser um dia muito especial — conta.

Segundo o novo papai, a notícia de chegada de Francisco foi um momento de surpresa e alegria para o casal. Felipe destaca que também é um momento de responsabilidade e felicidade pela oportunidade que Deus lhe dá de poder gerar e cuidar de outra vida.

Expectativa 

Pouco depois que receberam a notícia da gravidez, veio a pandemia da covid-19. Desta forma, Felipe e a esposa seguiram com a preparação para a chegada do bebê não da forma como planejaram, mas cercados de amor e carinho da família e pessoas próximas.

— A chegada do Francisco, no meio desta pandemia, para nós, é um sinal de esperança de que o mundo pode ser melhor é que podemos transformá-lo através da educação, dos exemplos e valores que vamos ensinar para ele — enfatiza.

‘ Figura paterna’

Assim como Felipe, muitos são os pais que terão seu primeiro filho durante a pandemia de covid-19. E, mesmo com muitas restrições, o afeto e carinho nos preparativos para a chegada da criança não podem faltar. De acordo com a psicóloga e professora universitária Karla Patrícia, é muito importante que o casal compartilhe toda a gestação para a criação da responsabilidade afetiva. 

— Também é importante que o pai dê apoio emocional para a mãe, que ele converse com o filho e se prepare para a chegada da criança — explica Karla. 

A psicóloga destaca que o futuro papai também deve se informar sobre os cuidados com o bebê, tirar dúvidas ou buscar informações com os profissionais de saúde e, após o nascimento, dividir com a mãe as tarefas e cuidados nos turnos que a criança demandar. 

— É preciso que ele entenda a importância da figura paterna para a criança e a si mesmo — orienta.

Comentários
×