Divinópolis volta a registrar crime violento

 

Da Redação

Depois de um período de trégua, após seis homicídios em sequência ocorridos entre os dias 15 e 20 deste mês, Divinópolis registrou na terça-feira, 25, uma tentativa de homicídio.

A Polícia Militar informou que foi acionada à rua Doutor Guaraci Gomes, no bairro São Simão, onde, segundo denúncia, haviam ocorrido vários disparos de arma de fogo.

Segundo testemunhas, os disparos foram ouvidos por volta das 20h50 e um veículo branco saiu em alta velocidade logo após os tiros.

No local, os militares encontraram um homem de 65 anos sentado no chão e com ferimentos na cabeça. De acordo com a PM, a cerca de três metros do local foram encontrados quatro munições calibre .380.

O Samu, que socorreu a vítima, constatou que ela foi atingida por dois disparos de arma de fogo na cabeça. O homem foi levado para o Complexo de Saúde São João de Deus, onde permanece internado em estado grave.

Outro

Ainda durante atendimento da ocorrência, os militares foram informados que teria dado entrado na UPA um jovem de 19 anos com ferimento na cabeça provocado por arma de fogo.

A vítima disse que estava jogando bola em um campo próximo a uma residência quando foi atingida. Ela afirmou ainda que conseguiu se esconder e foi socorrida.

A PM informou que identificou um suspeito da autoria, está em rastreamento, mas até o fechamento desta matéria por volta das 18h, ninguém havia sido preso.

Sequência

Entre os dias 15 e 20 de setembro, Divinópolis registrou seis homicídios. Com isso, a cidade chegou a 49 execuções em 2018, resultando em aproximadamente uma morte por semana.

Diante dos casos, a PM lançou na última quinta-feira, 20, uma operação policial de combate à criminalidade violenta no município.

A operação seguiu até o último domingo, 23. Foram realizadas batidas policiais, blitz de trânsito, cumprimento de mandados de busca e apreensão, de prisão, com foco de atuação direcionado para alvos pré-estabelecidos pela Inteligência de Segurança Pública de Polícia Militar, visando também à apreensão de armas e drogas.

Entre sexta e domingo, a operação contou com o apoio de 12 militares do Batalhão de Rondas Táticas Metropolitanas (Rotam) de Belo Horizonte.

 

Comentários
×