Divinópolis ultrapassa a marca de 500 mortos pela covid-19

Início da semana registrou o maior número de óbitos até agora; junho pode se tornar o 2º com mais vítimas da doença

Matheus Augusto

Quinhentas mortes pela covid-19. Divinópolis vive, desde abril, os três meses mais fatais desde o início da pandemia, em março do ano passado. Foram 286 óbitos confirmados nos últimos 88 dias, uma média de três vítimas diárias. Apesar das medidas de prevenção serem conhecidas e a vacinação estar em curso há quase cinco meses ‒ dos 240 mil habitantes, 31 mil tomaram as duas doses ‒, a doença nunca deixou tantas famílias em luto como atualmente. 

A última semana de junho começou com a maior quantidade de mortes já informada pela Prefeitura em um mesmo boletim: 15. Os óbitos ocorreram do dia 18 de maio até ontem. O alto índice marca um dia de novidade na imunização: a chegada de mais uma marca de vacina contra a doença, a Janssen, de dose única. Junho já é o terceiro mês com o maior número de mortos pela covid (79), atrás apenas de maio (84) e abril (123). Ao todo, 511 pessoas já perderam a vida na cidade desde o início da pandemia. 

A ocupação hospitalar de leitos de UTI destinados a pacientes com covid-19 está em 84,68%.

Mortes

Os óbitos confirmados pela Prefeitura nesta segunda ocorreram em 18 e 26 de maio e nos dias 1, 2, 4, 5, 7, 9, 13, 14, 24, 26, 27 (duas) e 28 deste mês. 

Os pacientes tinham as seguintes idades: 45, 52, 53, 54, 55, 62, 63, 64, 67, 70, 73, 74, 77, 93 e 98. Das vítimas, apenas uma (homem, de 63 anos) não tinha comorbidade.

Mais vacinas

Segundo a Superintendência Regional de Saúde em Divinópolis, Divinópolis retirou ontem um novo lote de vacinas contra covid-19. Ao todo, a 27ª remessa contém mais de 7 mil doses, incluindo o imunizante Janssen, de aplicação única ‒ a nova vacina chegou ao Brasil neste mês. Minas Gerais recebeu, no dia 24, 149.550 doses. Agora, são quatro marcas aplicadas, se juntando à CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer.

— Para a macrorregião Oeste serão 1.710 doses do novo imunizante, que tem como principal característica ser ministrado em uma única dose. Também serão distribuídas para aplicação de 1ª dose 12.160 da CoronaVac/Butantan. Da Pfizer/Biontech serão 14.856 para iniciar o esquema vacinal. Ou seja, a primeira dose — informou.

Conforme o relatório, a cidade recebeu 7.258 doses, sendo: 

Pfizer: 2.688 primeiras doses para gestantes e puérperas sem comorbidades, trabalhadores de educação do ensino básico e superior, e pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas com comorbidade e pessoas com deficiências permanentes; 

Janssen: 1.710 doses únicas para pessoas em situação de rua, trabalhadores do transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso, forças de segurança e salvamento, Forças Armadas e trabalhadores da limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos;

CoronaVac: pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas com comorbidades e pessoas com deficiências permanentes e trabalhadores da saúde.

No vermelho

O cenário no Minas Consciente não é favorável. Os indicadores, que vinham melhorando, voltaram a piorar. Segundo informações do Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19, a classificação da microrregião de Divinópolis subiu de 19 para 27 pontos; já a macrorregião Oeste, da qual a cidade faz parte, aumentou um ponto e chegou a 30.

Diante do cenário, uma nova nota explicativa foi divulgada. As principais alterações são para as academias, que agora podem funcionar apenas até as 22h, e para as confecções, com horário das 7h às 17h. 

— O distanciamento entre pessoas passa de 3 para 2 metros, enquanto no Minas Consciente o valor mínimo estipulado é de 1,5 metros — detalhou o Executivo.

A Prefeitura orienta aos cidadãos denunciarem os estabelecimentos que estejam funcionando com irregularidades, ferindo os decretos municipais em vigor. 

— Caso tenha conhecimento de alguma irregularidade, o cidadão pode denunciar anonimamente através do WhatsApp da Vigilância Sanitária (37) 9 9111-0030 ou por meio do App Divinópolis, que pode ser baixado no celular pela App Store ou Google Play Store. No App Divinópolis poderá ser aberto um chamado, selecionando a aba “Coronavírus” — explica. 

Mesmo com o progresso da vacinação, as medidas sanitárias continuam obrigatórias e devem ser seguidas para possibilitar a melhoria do cenário e, consequentemente, o avanço de onda.

— Para que toda a região saia desta situação crítica na pontuação do Minas Consciente, é fundamental a manutenção das medidas preventivas e, principalmente, que o distanciamento social seja respeitado. O uso de máscaras, lavagem frequente das mãos e o uso de álcool em gel devem fazer parte da rotina de todos — finaliza a atual gestão.

 

Comentários
×