Divinópolis teve 50 mortes no trânsito no ano passado

 

Matheus Augusto

Divinópolis inicia, neste mês, a campanha de conscientização no trânsito em alusão ao “Maio Amarelo”. Em todo ano passado, foram registradas 50 mortes por acidentes, um aumento de 32% em comparação há dez anos, segundo dados da Secretaria Municipal de Trânsito (Settrans). Neste mesmo período, a frota de veículos na cidade cresceu quase 80%.

A cor amarela é em referência ao sinal ao sinal de trânsito, pedindo a atenção. O lema da Settrans durante a campanha será “No trânsito, o sentido é a vida”. Durante o mês, diversas ações serão realizadas visando conscientizar motoristas e pedestres sobre o perigo no trânsito.

Há quase um mês no cargo, o atual secretário da Settrans e ex-comandante regional da Polícia Militar, Marcelo Augusto, destacou que um dos focos de sua gestão será a educação.

A educação faz parte dos três principais eixos do trânsito: a educação, engenharia de tráfego, e operações e fiscalização. Então, a educação é de extrema importância. Hoje, tendo em vista que a maioria dos acidentes é provocada por falha humana, por desatenção do motorista, pela negligência ou imprudência, o caminho principal que eu pretendo aqui na secretaria é fortalecer essa parte educativa — afirmou o secretário.

Gravidade

Em Divinópolis, em 2018, foram registradas 50 mortes no trânsito. Desde o ano passado, a cidade teve um aumento de 32% no número de acidentes, passando de 38 para 50. Para se ter ideia da gravidade da imprudência ao dirigir, o câncer de próstata matou o mesmo número de pessoas em 29 meses; o câncer de mama demorou 23 meses para atingir esse índice. De todos os acidentes contabilizados no último ano, cerca de 60% das pessoas se envolveram em colisões por falta de atenção.

Ao todo, Divinópolis teve 5.845 pessoas em envolvidas em acidentes de trânsito, sendo 3.960 (cerca de 67,7%) homens e 1.402 mulheres. Pouco mais de três mil destas tinham entre 30 e 59 anos. Das vítimas, quase 40% não usavam cinto de segurança durante a colisão, representando um total de 2.266 pessoas. No ano passado, 1.116 pessoas se envolveram em acidentes com moto. Ou seja, uma média de três ocorrências por dia.

Campanha

Em Divinópolis, as ações do “Maio Amarelo” contarão com a participação da Settrans, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semds), do Corpo de Bombeiros e da AB Nascentes das Gerais. O lançamento oficial da campanha aconteceu ontem e contou com a presença de representantes dos 54 municípios integrantes do Centro-Oeste.

— O objetivo da campanha é evidenciar que as mortes causadas nas vias urbanas por acidentes de trânsito e como estas podem ser evitadas com medidas simples como atravessar na faixa de pedestre, respeitar o limite de velocidade, não fazer uso bebidas alcoólicas quando estiver na direção — informou a SRS.

Segundo o superintendente Regional de Saúde, Alan Rodrigo da Silva, a intenção é conscientizar as pessoas sobre a importância de ser prudente no trânsito.

— A proposta do “Maio Amarelo” é criar uma consciência de cidadania, de responsabilidade com o trânsito, seja ele motorista ou pedestre. A pauta é puxada da Secretaria, pois é o “Maio Amarelo” é simbólico. O amarelo da atenção no trânsito e é uma prerrogativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) — explicou.

Segundo a Settrans, o custo médio estimado por acidentes com vítima chega a R$ 86.032,00. 

Comentários
×