Divinópolis terá recursos para construção de Cmei’s

Da Redação

Três reuniões articuladas pelo deputado Domingos Sávio (PSDB) nesta semana em Brasília, tiveram resultados positivos. O objetivo foi destravar recursos que estavam parados ou mesmo “perdidos” na Capital Federal. Uma comitiva de Divinópolis, composta pelo prefeito Galileu Machado (MDB), o secretário de usina de projetos, Júlio Campolina, e o vereador Eduardo Print Jr. (SD), o acompanhou nos compromissos no Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), do Ministério de Desenvolvimento Regional e no Ministério do Turismo. Os encontros resultaram em seis obras para a cidade: um Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) no bairro Jardinópolis, um Cmei no Jardim das Oliveiras/Candelária, a construção da sede própria da Escola Municipal Professor Darcy Ribeiro, o “Minha Casa, Minha Vida Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Habitação” do Alto São Vicente, segunda etapa do PAC Saneamento, e a elaboração de projetos do acesso à Cruz de Todos os Povos.

A primeira reunião foi no FNDE, onde foram tratados quatro assuntos para a educação divinopolitana. O Fundo liberou para serem novamente licitadas pela Prefeitura, agora com recurso global garantido, as obras dos Cmei’s Jardim das Oliveiras/Candelária e Jardinópolis. As novas unidades seguirão projeto padrão tipo 1 do programa Proinfância.

— Cada Cmei tem o custo aproximado de R$ 2,5 milhões e, em um passado recente, conseguimos parte deste recurso, mas não era suficiente para fazer toda a estrutura. Agora, as verbas garantidas são suficientes para fazer as duas obras de maneira global — afirmou o deputado.

Além dos Cmei’s, houve a garantia de pagamento de recursos para a cobertura da quadra da Escola Municipal Paulo Freire e, após a apresentação de projetos por parte do Executivo divinopolitano, o início das obras da Escola Municipal Professor Darcy Ribeiro, no bairro Niterói.

— Com certeza, o futuro das crianças de Divinópolis será muito melhor, com unidades de qualidade que favorecerão o desenvolvimento escolar — enalteceu a secretária de Educação, Vera Prado.

PAC Saneamento e Alto São Vicente

No Ministério do Desenvolvimento Regional, o parlamentar foi recebido pelo ministro Gustavo Canudo e, após a explanação dos entraves que a cidade vem sofrendo para a liberação de projetos, Canudo concordou em priorizar a liberação dos recursos, até então considerados “perdidos”. 

— Tivemos o compromisso do ministro que, muito em breve, teremos o sinal verde para iniciar a construção dos 24 apartamentos, visto que temos inclusive a licitação para tal. Foram muitos percalços no caminho para apresentar as documentações e cumprir com todas as exigências, mas temos trabalhado com afinco para que esse dinheiro seja aplicado na construção das moradias do Alto São Vicente — afirmou Galileu Machado.

Atualmente, a Prefeitura arca com mais de R$ 40 mil por mês com aluguel social para as famílias, que foram desabrigadas após as regiões em que moravam sofrerem com desastres climáticos.

A segunda etapa do PAC Saneamento contará com drenagem e pavimentação nos bairros Grajaú, São Simão e Terra Azul. Os bairros Jardinópolis e Jardim Candidés serão complementados com o sistema de drenagem pluvial. Também, interceptores de esgoto sanitário serão implantados no Córrego do Bagaço, para viabilizar as redes coletoras dos bairros Nova Fortaleza I e II. 

Cruz de Todos os Povos

No Ministério do Turismo, Domingos Sávio recebeu do ministro Marcelo Álvaro a autorização de investimento de R$ 400 mil para a contratação de elaboração de projetos para o acesso à cruz, que está localizada no Morro do Gurita, em Santo Antônio dos Campos (Ermida).  Álvaro vislumbra o potencial turístico religioso que será fomentado em todo o país a partir da construção da Cruz de Todos os Povos.

— Autorizamos o recurso para elaboração dos projetos por compreender a magnitude e potencial importância desta obra. Ela terá, certamente, um impacto internacional. Este é um primeiro passo para que Divinópolis seja um polo turístico internacional — adiantou Marcelo Álvaro.

Domingos salientou a importância de elaboração de todos os projetos executivos detalhados.

— Serão realizadas todas as sondagens de solo, levantamento topográfico e todos os projetos de infraestrutura do acesso à cruz que será construída. Este é o primeiro passo de muitos, mas é estratégico e fundamental que seja feito — revelou.

Comentários
×