Divinópolis tem saldo positivo no emprego

Resultado é de novembro e setor que mais criou vagas foi o comércio

Da Redação 

Pelo quinto mês consecutivo, Divinópolis registrou saldo positivo na geração de empregos formais. Foram abertos 506 novos postos de trabalho no mês de novembro, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

De janeiro até novembro, somente a agropecuária e a indústria não apresentaram retração no saldo de empregos. Os dois principais setores da economia divinopolitana ‒ comércio e serviços ‒, por sua vez, ainda registram importantes saldos acumulados negativos de 454 e 276 respectivamente, seguidos pela construção, com 32.

Saldos positivos

A partir do mês de julho, conforme os dados, a cidade demonstrou o mesmo comportamento da média nacional, gerou saldos positivos no mercado de trabalho formal em julho, 253; em agosto, 384; uma leve desaceleração em setembro, 219; e uma forte aceleração em outubro, com 616; e novembro. Em 12 meses, o município já registrou sete meses de admissões maiores que demissões.

No mês de novembro, todos os setores econômicos demonstraram saldos positivos na geração de empregos formais, em Divinópolis, como mostram os números do Caged. O segmento que mais criou empregos na cidade foi o comércio, com 248 novos postos de trabalho, seguido do setor de serviços, com 184 admissões e indústria com 72. 

— Tal tendência de crescimento das criações de emprego no comércio se deve ao fato de que no quarto trimestre do ano, com a aproximação das datas comemorativas do fim de ano, há uma elevação da demanda e aumento de empregos temporários. Outro quesito também avaliado pelos empresários, do comércio e prestadores de serviços foi a não incerteza quanto ao funcionamento — analisou o presidente da CDL, Luiz Angelo Gonçalves 

Destaques 

Analisando-se o comportamento do mercado de trabalho, os números mostram que nas principais cidades da região Centro-Oeste destaca-se a rápida retomada das atividades de Nova Serrana até o mês de setembro. No entanto, em outubro e novembro, observa-se uma clara desaceleração da atividade econômica. Em novembro, Divinópolis ficou em primeiro lugar na geração de empregos, com 506 novos postos, originados de 2.108 contratações contra 1.602, desligamentos, seguida por Formiga, com 286, e Itaúna, 265.

Média Nacional

O Brasil registrou também saldo positivo na criação de vagas de empregos formais pelo quinto mês consecutivo em 2020. De acordo com o Caged, foram criados 414.556 novos postos de empregos formais, resultado de 1.532.189 admissões e 1.117.633 desligamentos. 

Em novembro, o país registrou o melhor desempenho do ano na criação de postos de trabalho, tal sinal aponta para uma importante melhora do mercado de trabalho formal após a forte retração do início do ano, causada pela pandemia da covid-19.

Mesmo com o bom desempenho, na análise dos valores acumulados no ano, Divinópolis registra superioridade nos desligamentos em relação às admissões. No Brasil, em 2020, foram criados 227.025 postos de trabalho, em Minas Gerais, 36.577, enquanto Divinópolis ainda possui saldo negativo de 473 vagas.

Comentários
×