Divinópolis tem mais dois pré-candidatos a prefeito

Will Bueno e Laiz Soares oficializaram concorrência ao principal cargo na cidade

Matheus Augusto

Pouco a pouco, os quase 160 mil eleitores em Divinópolis vão descobrindo quais serão suas opções de voto para prefeito no dia 15 de novembro deste ano. Até o momento, apenas duas chapas estão formadas: Marquinho Clementino (Republicanos) e Dr. Wagno Ribeiro (PDT); e Sargento Elton (Patriota) e Fernando Malta (PSL). Na última semana, outros dois nomes se juntaram à lista: Will Bueno e Laiz Soares.

Oficializou

A presidente do Solidariedade em Divinópolis, Laiz Soares, oficializou sua pré-candidatura no último sábado, 1°, em transmissão virtual. Na oportunidade, Laiz falou sobre a importância de recolocar Divinópolis em foco não apenas no estado, mas em todo o Brasil, para que a cidade seja vista com um lugar relevante e estratégico e uma das melhores do país para se viver.

— A gente está numa cidade devastada por anos de incompetência e descaso. Eu não preciso ficar aqui repetindo os inúmeros problemas que a gente já sabe. Falta tudo em Divinópolis: saneamento, postos de saúde, o hospital regional que já virou lenda, infraestrutura, emprego, renda, qualidade de vida (...). Falta melhorar o ambiente de negócios e facilitar a vida de quem empreende, o aeroporto que virou uma lenda voltar a funcionar — detalhou.

Ao citar sua experiência em reduzir custos, otimizar processos e em gestão pública, a pré-candidata disse que pretende formular soluções para os problemas atuais que enxerga.

— A gente afundou num buraco de lama de falta de visão, planejamento estratégico, de articulação política, falta de gestão e execução — destacou.

Laiz ainda se classificou como uma facilitadora de soluções e, caso seja eleita, prometeu mostrar capacidade de gerenciar a crise vivenciada hoje pela cidade.

— Eu não sou política, sou gestora, tenho espírito de empreendedor e isso se provou na minha carreira. Divinópolis precisa de um gestor que entende de política, mas que não tenha os vícios da política — se definiu Laiz.

Sobre as críticas direcionadas ao fato de ter se afastado da cidade por questões acadêmicas e profissionais, a presidente do Solidariedade não parece se incomodar.

— Eu não sou a pré-candidata turista, como alguns dizem. Apesar de que eu comecei a gostar desse nome porque eu quero ser, sim, a pré-candidata que vai trazer turistas para Divinópolis. Eu quero ser a Prefeitura que vai trazer dinheiro para a cidade, e o turista, quando ele vem, o que ele faz? Ele traz dinheiro, ele vem comprar, investir, passear, conhecer nossos restaurantes, bares, a comida mineira (...) — finalizou.

Vem aí

Dois dias antes do anúncio de Laiz, Will Bueno (PP) também confirmou sua pré-candidatura a prefeito. Ele é consultor em políticas públicas de infraestrutura da vice-presidência do Senado Federal, atualmente licenciado, e o responsável pelo projeto “Divina Cidade”, que busca articular soluções para os problemas apresentados por moradores e empresários de Divinópolis.

Em coletiva na última quinta-feira, 30, Will citou sua experiência no Ministério da Economia entre 2010 e 2016, onde era responsável pelo gerenciamento de convênio públicos para a realização de estudos, projeto e obras voltadas para infraestrutura. Segundo ele, “sem projeto não tem verba e não tem obra”, e Divinópolis tem ficado para trás nesse sentido.

— Quando eu ingressei no Ministério da Economia, há dez anos, tive a feliz notícia de que haviam sido liberados R$ 25 milhões para o saneamento básico em Divinópolis. Eu pensei que nossos problemas estivessem resolvidos ali. Somente dez anos depois, agora, esse dinheiro foi liberado. Isso tudo por problemas com os projetos — completou.

Ele reforçou ainda o seu compromisso com a inovação e transparência na gestão pública, na responsabilidade com a administração do dinheiro dos contribuintes e no desenvolvimento da infraestrutura e geração de empregos em Divinópolis.

Em breve

O Agora também entrou em contato com outros possíveis nomes para a Prefeitura de Divinópolis. A empresária Iris Moreira (PSD) afirmou à reportagem o intuito de oficializar sua pré-candidatura até 25 próximo. Seu vice será José Elisio Batista, que ocupou cargos de chefia em pastas ligadas ao desenvolvimento econômico e sustentável em Divinópolis.

Outra mulher a disputar o cargo deve ser Heloísa Cerri (Avante). Assim com outros pré-candidatos, ela ainda não definiu seu vice e articula a finalização de outros detalhes antes de colocar seu nome à disposição dos votantes.

Já o irmão do deputado estadual Cleitinho, Gleidson Azevedo (PSC), não confirmou sua pré-candidatura nem uma possível oficialização e disse que, uma vez definido, fará um comunicado. 

O ex-deputado federal Fabiano Tolentino (CDN) também confirmou que será pré-candidato a prefeito pelo partido, que tem sua convenção marcada para 16 de setembro. Sobre quem será seu parceiro (a), ele respondeu ainda estudar as alternativas para montar a melhor chapa. Conforme a reportagem vem apurando, o nome mais forte para formar a aliança é o também ex-deputado federal Jaiminho Martins (Pros). 

O atual prefeito, Galileu Machado (MDB), vai em busca da reeleição. Ele, porém, ainda avalia o melhor nome para ser seu vice, já que, após atritos, em especial no último ano, sua relação com Rinaldo Valério (DC) está desgastada. Ainda não há data para oficialização. 

Comentários
×