Divinópolis tem 7 casos de meningite

 

Maria Tereza Oliveira

A suspeita de meningite em uma criança de dez anos, internada na UTI do Hospital de Saúde São João de Deus (HSJD), foi descartada após exames, entretanto os números da doença na cidade são assustadores.

São sete casos confirmados na cidade, somente em 2018. Os números foram passados pela Prefeitura, que revelou ainda a notificação de dez casos suspeitos, e três descartados.

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES), por meio da Superintendência Regional de Saúde (SRS) informou que na região ampliada Oeste já foram contabilizados 27 casos da doença. No ano passado foram 43 casos na região, sendo 13 em Divinópolis.

O Centro-Oeste é a 4º com mais casos da doença no estado, ficando atrás de Belo Horizonte com 193, Uberaba com 105 e Uberlândia com 91 casos.

Caso descartado

A meningite voltou a ser assunto na cidade, após uma criança ser internada no Complexo São João de Deus de Saúde São João com a suspeita da doença.

O diagnóstico da meningite é confirmado por meio de uma punção na coluna lombar, de onde é retirado líquido para constatação da infecção. Por isso, equipe da vigilância sanitária da cidade coletou amostra de líquor da criança e encaminhou o material para o laboratório de referência da Fundação Ezequiel Dias (Funed) para realização de exames. Segundo a Superintendência Regional de Saúde de Divinópolis, os exames deram negativo para meningite.

Por ter sintomas parecidos com o da gripe, em muitos casos, a meningite passa despercebida por um tempo e, é aí, que ela torna-se mais perigosa.

A doença

A meningite é uma inflamação das meninges, que são as membranas que envolvem o cérebro. Se não for tratada a tempo e corretamente, o paciente pode morrer em poucas horas.

O tratamento é realizado por meio de antibióticos injetáveis. A única prevenção é a vacina indicada para crianças a partir de dois meses (são três doses) e para adultos que passarão por cirurgia ou estão com o sistema imunológico prejudicado por alguma doença.

A doença pode ser causada por vírus, entretanto, também há casos onde a meningite é causada por bactérias e, em casos raros, ela pode ser transmitida via fungos.

Dentre os sintomas mais comuns estão: confusão mental, convulsões, dificuldade de concentração, falta de apetite, febre alta repentina, forte dor de cabeça, fotossensibilidade, náusea, pescoço rígido, presença de manchas vermelhas na pele, rachaduras, sonolência e vômitos.

Febre maculosa

Depois de instaurar procedimento em conjunto com as Promotorias de Justiça de Defesa do Meio Ambiente e da Saúde, para apurar que medidas que a Prefeitura está adotando para o controle populacional das capivaras, o Ministério Público vai discutir de perto a situação das capivaras na cidade. Os animais são os principais hospedeiros do carrapato que transmite a doença.

 

Comentários
×