Divinópolis tem 637 casos confirmados de dengue em 2020

Da Redação

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) de Divinópolis informou nesta terça-feira, 17, os números atualizados da dengue no município. Ao todo, foram notificados 877 casos da doença neste ano. Destes, 637 foram confirmados, 212 foram descartados e outros 28 casos estão em análise.

Em relação aos índices de gravidade da doença, dez pacientes apresentaram sinais de alarme e dois pacientes foram diagnosticados com dengue em estado grave.

O informe da Semusa também divulgou o quadro da dengue nos bairros de Divinópolis. O Tietê é o bairro mais atingido pela doença, com 32 casos confirmados, seguido por Bom Pastor, Realengo e Santa Rosa, com 29 casos cada. Há 26 casos no São Roque, 23 no Jardim Candelária, 21 no Nossa Senhora das Graças, 20 no Centro, 18 no Campina Verde e 15 no Quintino, fechando a lista dos dez bairros com mais casos confirmados.

A Semusa alertou ainda para a chegada do período chuvoso, que ocasiona a proliferação do mosquito. A forma mais eficaz de prevenção à doença é com a eliminação de água armazenada em vasos de plantas, pneus, garrafas, piscinas, calhas, ralos e recipientes onde os animais bebem água.

A dengue é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Os sintomas são febre alta, dores musculares intensas, dor ao movimentar os olhos, mal-estar, falta de apetite, dor de cabeça e manchas vermelhas no corpo. Além da dengue, o mosquito é transmissor da febre Chikungunya e do zika vírus. Em caso de suspeita, procure a unidade de saúde mais próxima para acompanhamento.

Coment√°rios
×