Divinópolis tem 400 empresas e obras fiscalizadas pelo Crea

 

Da Redação

A cidade de Divinópolis recebeu no início deste mês, no dia 3 de dezembro, uma blitz de fiscalização. Oito fiscais do Crea e a supervisora da região estiveram no município até o dia 7 de dezembro, fiscalizando cerca de 200 obras e mais 200 empresas.

O objetivo é verificar os processos das obras e do quadro técnico das empresas em Divinópolis. Vale lembrar que as fiscalizações rotineiras já são realizadas pelas inspetorias. O engenheiro civil, Luiz Otávio Santos Pereira, ressaltou a importância da ação como forma de valorizar a profissão.

— A fiscalização do exercício profissional está ligada diretamente a valorização da engenharia, além é claro de aplicar a lei vigente. Por isso, é importante realizar essa blitz aqui em Divinópolis — destacou.

Além dessa ação inicial, Divinópolis recebeu, entre os dias 10 e 14 de dezembro, a Fiscalização Regional Dirigida (FRD), focada em empresas do ramo de laticínios. Mais uma vez, os processos técnicos de engenharia e agronomia foram analisados. Estiveram na cidade, seis fiscais para a inspeção dos empreendimentos. Foram verificados: a presença de um técnico responsável, o registro das empresas e se foi feita a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART).

Caso apresente irregularidades, um auto de infração é lavrado.

Dívidas

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-Minas) desenvolveu o programa “Regularize”. Com a iniciativa, profissionais e empresas do ramo da engenharia, agronomia, geologia, geografia e meteorologia, podem ter o benefício de até 95% desconto em juros e multas. O prazo para os interessados em renegociar as dívidas de atrasos de anuidades e autos de infração (inscritos ou não em dívida ativa), vai até o dia 31 de dezembro.

A campanha tem como objetivo regularizar profissionais e empresas com débito com o Crea. O benefício vai além da redução do valor ser pago, o tempo de duração do processo também é minimizado.

Estrutura

Para atender as demandas, foi montado uma estrutura especial para agilizar o suporte. Toda a equipe foi preparada para o processo de renegociação das dívidas, recebendo o apoio da Câmara de Mediação e Arbitragem do Crea-Minas (CMA/Crea-Minas), quando necessário.

Importância

Estar regularizado com o Crea é fundamental para exercer a profissão. Apenas estando em dia com a instituição é possível ter acesso a serviços como atestado técnico e certidões diversas. Quem está em dívida não pode participar de concursos nem de licitações. Outro benefício da quitação dos débitos é poder utilizar os benefícios da Mútua – Caixa de Assistência aos Profissionais do Crea-Minas.

De acordo com o presidente do Crea-Minas, Lucio Borges, a crise no Brasil tem aumentado o número de inadimplentes, porém é importante começar o ano regularizado e apto para atuar no mercado.

— Nós queremos que o profissional acerte a sua situação com o Crea de Minas para que ele possa exercer legalmente sua profissão —  ressaltou.

O supervisor de Fiscalização do Agronegócio do órgão, Emílio Mouchrek, destacou a importância do agronegócio na economia do país.

— Foi muito importante o Crea-Minas ter especializado a fiscalização nesse setor pois isso, além de ampliar o mercado de trabalho de profissionais da área tecnológica, garantindo o registro das Anotações de Responsabilidade Técnica, acima de tudo, constitui um fator de qualidade no processo produtivo, beneficiando os produtores rurais – explicou.

Contatos

A campanha termina no próximo dia 31. Os interessados podem verificar a existência de dívidas no posto de atendimento (rua Rio de Janeiro, n° 766 – Centro), de 8h às 17h. Outra maneira de entrar em contato é através do e-mail do Conselho (regularize@crea-mg.org.br), do e-mail do Crea de Divinópolis (divinopolis@crea-mg.org.br) ou  ligar para o (37) 3222-8624.  

Comentários
×