Divinópolis tem 301 casos confirmados de dengue

Da Redação

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) divulgou nesta terça-feira, 26, os números atualizados da dengue em Divinópolis. Ao todo, foram notificados 566 casos da doença em 2020. Destes, 301 foram confirmados, 78 foram descartados e outros 187 casos estão sendo analisados. Dois óbitos estão em investigação.

No que diz respeito a faixa etária, há 10 casos confirmados de 1 a 4 anos; 16 entre 5 a 9 anos; 37 entre 10 a 19 anos; 116 entre 20 a 39 anos; 86 entre 40 a 59 anos; além de 36 pacientes com 60 anos ou mais. Em relação ao sexo, 150 são homens e 151 são mulheres. No índice de gravidade, nove pacientes estão com sinais de alarme e um se encontra em estado grave.

A secretaria também divulgou os dez bairros com mais casos confirmados. O bairro onde há mais pacientes de dengue é o Santa Rosa, na região Sudeste, com 19 casos; seguido pelo Jardim Candelária, com 16 casos. Há 13 casos no Tietê, 12 no São Roque, 11 no Centro, dez no Bom Pastor e nove no Nossa Senhora das Graças e Interlagos, além de oito nos bairros Quintino e Niterói.

Em tempos de pandemia global causada pelo coronavírus, a preocupação com o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, chickungunya e zika vírus, não deve ser deixada de lado nesse período de isolamento social, uma vez que grande parte dos focos de dengue se encontram nas residências.

O secretário de Saúde, Amarildo Sousa, ressalta que o apoio da população é fundamental:

— Os cidadãos que estão em casa devem fazer sua parte para eliminar os focos de dengue. Tirem água parada localizada em vasos de plantas, garrafas e piscinas sem uso, tampem poços, cisternas e caixas d’água. Com a colaboração de todos, vamos combater o mosquito — afirma.

A Prefeitura de Divinópolis, anualmente, executa medidas para controlar os índices de infestação da dengue no município, como mutirões de combate à dengue e dedetização com fumacê, além de campanhas de conscientização.

Comentários
×