Divinópolis soma 38 casos prováveis de dengue

 

Da Redação 

Dados divulgados pelo boletim da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) na última terça-feira, 10, mostram que o número de casos prováveis de dengue registrados em Divinópolis caiu.

Em 26 de março, os casos suspeitos chegavam a 42. No entanto, de acordo com os dados mais recentes, registrados até o dia 9 de abril, os casos prováveis caíram para 38.

A incidência de dengue no município, de acordo com a SES, é considerada baixa.

Região 

Na regional de Divinópolis, que compreende 54 municípios, duas cidades apresentam, de acordo com a SES, incidência muito alta de dengue: Estrela do Indaiá e Moema.

 Liraa 

De acordo com a Prefeitura, Divinópolis começou 2018 com o Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (Liraa) chegando a 6,5%, o que indicava alto risco de epidemia. Neste mês, o indicador passou para 3,25%, apontando risco médio.

Apesar do médio risco, três regiões ainda continuam com o indicador alto: central, nordeste e norte.

A região nordeste está com risco de infestação de 7,05%. Foram visitados 780 imóveis e, em 55, foram registrados focos. Icaraí, São Luiz, Niterói, Itaí e São João de Deus são os bairros da região com o maior índice de focos encontrados. Central e norte apresentaram indicador de infestação de 4,63% e 4,07%, respectivamente. Porto Velho e Centro, na região central, concentram os maiores índices. 

O índice médio foi encontrado nas regiões sudeste e oeste: 2,55% e 2,07%. Já a Região Sudoeste apresentou índice baixo: 0,76%.

Prevenção 

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), a melhor forma de prevenção contra a dengue envolve o combate aos focos de acúmulo de água.

— São os locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Por isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d’água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros — informou.

 

 

Comentários
×