Divinópolis soma 135 acidentes de trânsito em 5 meses

 

Gisele Souto

Um acidente na região central ontem de manhã na região central de Divinópolis retrata a realidade das ruas todos os dias, cada dia mais lotas de carros. São 139.637 veículos na cidade, números de maio. Uma média de menos de duas pessoas por carro. Sem contar o número de carros “flutuantes”, de condutores de fora que transitam pela cidade a trabalho ou outro motivo, especialmente de segunda a sexta. O resultado são as constantes ocorrências com vítimas leves, graves e até mortas, em ocorrências atendidas em sua maioria pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Nos primeiros cincos meses do ano, já foram registrados 135 acidentes na cidade. As causas são as mais diversas, mas duas saem na frente. A imprudência lidera. É o que afirma o gerente de logística do Samu, Dárcio Abud Lemos. Ele explica que a Organização das Nações Unidas ONU vem trabalhando em todo mundo na questão dos acidentes. De acordo com ele, as estatísticas demonstram que a maioria das batidas é causada pela imprudência de condutores de motos, carros ou veículos de carros. Ele cita também que, entre os inabilitados, a ocorrência é grande.

— Existe também, o que é muito importante, o desrespeito às leis de trânsito, não somente nas ruas, mas nas rodovias também. Na questão das motos, outros fatores agravam os acidentes. A frota cresce mais do que a dos carros, além de haver muitos jovens pilotando. Muitos condutores aceleram, além da quilometragem prevista em lei, passam entre os veículos e ultrapassam e maneira indevida. Situações vistas todos os dias e que precisam ser evitadas, tendo em vista que os motociclistas estão mais sujeitos a mortes, por exemplo — explica.

O acidente

E uma imprudência pode ter sido a causa de um acidente registrado por volta de 9h de ontem, nos cruzamentos das avenidas JK e Divino Espírito Santo, no Centro. O condutor de um carro que vinha da JK para entrar na Espírito Santo reclama que foi fechado por uma condutora que vinha na rotatória em frente à praça da Catedral. O motorista então perdeu o controle de direção e atingiu pelo menos quatro motos que estavam estacionadas logo no início da Divino Espírito Santo. A Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (Settrans) esteve no local para sinalizar o tráfego, que ficou complicado. A Polícia Militar (PM) registrou boletim de ocorrência.  Ninguém se feriu.

Sinalização

Condutores que passam pelas vias ou vêm da avenida Getúlio Vargas e passam pela rotatória reclamaram para a Settrans sobre a sinalização do local. De acordo com eles, ficou confusa depois de reforma recente da rotatória e não há placas sinalizando para quem vem pela rua Francisco Ferreira Lopes.

 

Comentários
×