Divinópolis sendo ela mesma

Como era esperado, a pandemia da Covid-19, como outros assuntos recentes, está sendo usada como palanque político em Divinópolis. É desumano e desleal, mas é verdadeiro. Vereadores divinopolitanos estão usando a situação que aterroriza o mundo, neste momento, como campanha para reeleição. Sem a Tribuna Livre para fazer seus discursos ‒ ora desconcertados, ora apaixonados ‒ os parlamentares estão “soltos” por aí, gravando vídeo, protocolando projetos questionáveis e, como sempre, tentando desmoralizar seus colegas de parlamento. Nos bastidores da política local, a reclamação e repulsa por tal atitude é geral e levou a um vereador a gravar um áudio em tom de desabafo, com revelações comprometedoras sobre colegas. Já não é de hoje que alguns deles tentam se aproveitar de determinadas situações para fazer campanha eleitoral, demonstrando total despreparo para representar um povo. A desumanidade em sua mais pura essência. 

O que entristece nisso é o fato de que muitos eleitores são enganados com seus discursos “puritanos”. Doído é ver a velha política fantasiada de “renovação”, e presenciar gente acreditando piamente em falas que não passam de palanque eleitoral. Enquanto uma turma trabalha arduamente para que Divinópolis e sua população sofram o mínimo possível com o coronavírus, uns três permanecem com a mesma postura. E aí, faltam palavras para definir tal comportamento. 

Faltam palavras para definir tais atitudes, que não respeitam sequer um momento delicado como este, que não afeta somente a cidade, mas todo o mundo. Faltam palavras e sobra indignação por se colocarem em primeiro lugar, por colocarem seus interesses em primeiro lugar, como sempre fizeram, e por nem um momento de sofrimento mútuo ser capaz de sensibilizá-los e os fazerem trabalhar em prol da população, de muita gente assustada, amedrontada e que precisa agora, mais do que nunca, de representantes. 

Sim, agora, mais do que nunca, o povo precisa de todos eles. Em todas as esferas deste País. O povo precisa, neste momento, de políticos que saibam colocar seus egos, suas vaidades e seus interesses no bolso, e sigam com um único objetivo: salvar a sua cidade, defender a sua população. Enquanto uns puxam para um lado, outros puxam para o outro, pensando somente em si, apenas no poder, na politicagem, em aparecer e enganar aqueles que confiam e esperam por dias melhores. 

Além de desespero e medo, a Covid-19 deixará inúmeras lições, entre elas, a do que o ser humano pode ter de melhor e o que pode ter de pior, e a que ponto vai a bondade e ganância de cada um que, direta ou indiretamente, está envolvido no processo. É desolador ver que Divinópolis elegeu políticos que colocam os seus interesses acima do povo. Mais ainda que os eleitores são usados e enganados, no momento em que mais precisam de seus representantes. É repugnante. É desumano. É desesperador. É Divinópolis sendo Divinópolis. 

 

Comentários
×