Divinópolis segue sem previsão de vacinar adultos sem comorbidades contra a covid

Cidades da região iniciaram nesta segunda-feira nova fase da campanha de vacinação

Da Redação 

Santo Antônio do Monte e outras cidades da macro Oeste, a capital Belo Horizonte e vários outros municípios de Minas Gerais iniciaram nesta segunda-feira, 7, a vacinação contra a covid-19 em adultos sem comorbidades. Em Samonte, segundo calendário definido pela Prefeitura, já podem se vacinar contra a doença pessoas de 53 a 59 sem comorbidades; já o de BH está voltado para adultos de 56 a 59 anos. Enquanto essas e outras cidades do estado avançam na campanha de imunização contra o coronavírus, Divinópolis segue sem previsão dessa mudança de fase. 

A Prefeitura abriu ontem o cadastro  para pessoas de 18 anos ou mais com comorbidades. Avançou também na imunização de profissionais em educação do ensino médio e de cerca de 900 profissionais da saúde que ainda não haviam recebido a primeira dose. Questionada pelo Agora se há previsão de quando o Município vai começar a vacinação em pessoas sem comorbidades, a assessoria de comunicação se limitou a dar a mesma resposta de sempre: “Seguimos as diretrizes do Ministério da Saúde”. Já o prefeito, Gleidson Azevedo (PSC), disse que ainda não há data prevista para se avançar para a próxima etapa. 

Balanço

O Governo do Estado enviou, nesta segunda, a 22ª remessa de vacinas contra a covid-19. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES), da Astrazeneca/Fiocruz foram 29.445 doses destinadas à continuidade da imunização dos grupos prioritários, como pessoas com comorbidades e deficiência permanente, e ao início da vacinação de trabalhadores da educação básica.

Em relação ao imunizante da Pfizer, os municípios contemplados foram aqueles com menos de 30 mil habitantes. Ao todo foram 43 cidades da macrorregião Oeste que receberam 4.068 doses. A vacina será utilizada para os trabalhadores do transporte aéreo, gestantes e mulheres que acabaram de dar à luz com algum acometimento na saúde, pessoas com deficiência permanente e com comorbidades.

Divinópolis deve vacinar, nesta fase, com a Astrazeneca/Fiocuz, 4.591 pessoas com comorbidades e deficiências permanentes graves. A previsão é de que também 623 trabalhadores do ensino básico sejam imunizados, e três trabalhadores de transporte aéreo recebam a vacina. Já com a Pfizer serão imunizadas 5.220 pessoas com comorbidades e deficiências permanentes graves e trabalhadores da educação básica.

Público alvo 

As 237.510 doses de mais um lote que chegou a Minas Gerais nesta terça-feira, 8, já têm o público destinado. O governador Romeu Zema (Novo) disse, por meio de uma publicação no Twitter, que as doses  da Pfizer serão usadas para dar continuidade à imunização de pessoas com comorbidades e deficiência permanente, gestantes e puérperas, forças de segurança, trabalhadores portuários, da educação e do transporte aéreo.

Porém, até o fim do mês, pessoas com 50 anos ou menos devem começar a se vacinar em Minas Gerais. A previsão é do secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, que também afirmou que, com a nova divisão de critérios de vacinação da população feita pelo Ministério da Saúde (MS) a pedido de secretários e com a chegada de doses da Janssen, a vacinação deve ser acelerada.

Aplicativo

Outra novidade é que já está valendo a funcionalidade do aplicativo Saúde Digital MG que vai permitir que o cidadão marque sua vacinação e saiba seu local exato de vacinar apenas digitando o CPF no aplicativo.  

Para que o cidadão possa usar essa função na ferramenta, o Município precisa fazer a adesão junto ao Governo do Estado.

Comentários
×