Divinópolis registra queda de 29% na criminalidade violenta

 

Da Redação

O resultado da estatística de criminalidade em Divinópolis divulgados no início deste mês e apresentados da reunião da Associação Comunitária para Assuntos de Segurança Pública (Acasp) mostra que a cidade apresentou uma queda no número de crimes violentos em relação ao ano passado. Os números da criminalidade contemplam o período entre janeiro e novembro deste ano, relação aos mesmos meses do ano passado.

Em 2018, Divinópolis teve menos crimes violentos, como homicídios, furtos e roubos de veículos, furtos e roubos de celulares, entre outros.

A queda também pode ser observada em todo estado, onde as reduções chegam a 32,72%, como nos casos de roubo, o que significa 34.209 roubos a menos em 11 meses em Minas.

Divinópolis

O comandante da 23º Batalhão da Polícia Militar (PM), tenente-coronel Rodrigo Coimbra, comentou os resultados.

— Essa redução criminal deve-se ao trabalho diuturno realizado pela PM na cidade, através de ações e operações, visando à prevenção criminal bem com a repressão imediata aos crimes, com a prisão e apreensão de pessoas envolvidas, apreensão de armas de fogo e drogas ilícitas — enalteceu.

Para o delegado regional da Polícia Civil (PC), Leonardo Pio, a queda da criminalidade na cidade acompanha a do estado.

— Divinópolis registrou um número menor em diversos crimes. Nós continuamos trabalhando na apuração e resolução destas diversas práticas criminosas — prometeu.

Frutos

De acordo com os resultados, em 2018 foram realizadas na cidade 15% mais operações de combate ao crime em comparação ao ano passado. Também em comparação ao mesmo período, observou-se a queda de 29% dos crimes violentos, 4,3% homicídios consumados, 8% crimes contra o patrimônio, 44% roubos de celulares, 9% furtos de celular, 27% menos roubos de veículos e 23% menos furtos de veículos.

O número de prisões e apreensões de menores cresceu 6%, 357 pessoas foram presas por mandados judiciais e 145 por roubo. 264 armas de fogo e simulacros foram apreendidos. Ainda segundo os dados, cresceram em 16% as ações de intensificações no combate ao tráfico de drogas, 16% no cumprimento de mandados de busca e apreensões de objetos ilícitos.

Minas

O último levantamento estatístico divulgado neste ano pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) aponta que 10 das 12 estatísticas de criminalidade monitoradas pelo Governo do Estado estão em queda em Minas Gerais.

— Os resultados retratam o trabalho de integração das forças de segurança e o apoio do Governo na tratativa da segurança como prioridade. Incrementamos o número de policiais militares, civis e bombeiros nos últimos anos, o quantitativo de viaturas das três instituições e estamos fazendo gestão focada em prevenção à criminalidade. Realizamos um trabalho de proteção social aliado à repressão qualificada — avaliou o secretário da Sesp, Sérgio Barboza Menezes.

Para Menezes, a interlocução adotada pelo sistema de segurança mineiro com outros atores, como o Ministério Público, Tribunal de Justiça, polícias Federal e Rodoviária Federal, instituições de pesquisa, entre outras, tem dado força e eficiência aos trabalhos voltados para a redução da criminalidade.

De acordo com ele, desde 2017, as ações de gestão de todos os atores do sistema de segurança pública – Sesp, PM, PC, Bombeiros e Sistema Prisional - não só conseguiram reduções progressivas de estatísticas criminais, como também a reversão da curva da violência que estava em ascensão desde 2011 e a menor taxa de homicídios dos últimos sete anos.

Capital

Em Belo Horizonte, foi registrada queda em nove dos 12 crimes monitorados, com destaque para a redução percentual de 46,15% das extorsões mediante sequestro e 37,3% das extorsões. Homicídios (27,6%) e roubos (37%) também são destaques de diminuição.

 

 

Comentários
×