Divinópolis registra novo recorde de casos suspeitos de covid-19

Da Redação

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) de Divinópolis, por meio da Vigilância em Saúde, divulgou nesta terça-feira, 15, os dados referentes à covid-19 e internações no município que compreendem a 50ª semana epidemiológica, entre os dias 6 e 12 de dezembro.

Os dados apontam que houve 1.797 novos casos suspeitos – o número é o maior desde o início da pandemia, superando os registrados nas duas semanas anteriores, de 1.636 na semana 49, e 1.515 na semana 48. Também houve 216 novos casos confirmados e quatro mortes.

Em relação às internações, os dados hospitalares apontam que, em média, houve 87 pacientes suspeitos de covid-19 internados nos hospitais do município. O percentual médio de ocupação em UTI foi de 42,9% no Sistema Único de Saúde (SUS) e 62,3% na rede suplementar. Já o setor de enfermaria registrou ocupação média de 42,6% no SUS e 50,6% em hospitais particulares.

Atualmente, Divinópolis conta com 66 leitos de UTI especificos para atendimento a casos suspeitos ou confirmados do vírus, sendo 36 da saúde suplementar e 30 do SUS. No setor de enfermaria há 111 leitos, sendo 56 na rede suplementar e 55 no SUS.

Os dados completos referentes à semana compreendida entre os dias 6 e 12 de dezembro estão disponíveis neste link.

SRAG

Também até o último sábado, 1.191 pacientes haviam sido internados em hospitais do município por causa da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). O número é 3.119% maior em comparação com o mesmo período do ano passado.

A maioria das hospitalizações pela doença foi de homens, com 54,1%, e a faixa etária predominante foi de pessoas com 60 anos ou mais, com 58,8% das internações. Os dados apontam que 654 casos hospitalizados ficaram em UTI e a maioria dos pacientes (57,6%) reside em Divinópolis.

Os dados completos referentes às internações por SRAG estão disponíveis neste link.

Comentários
×