Divinópolis investiga morte suspeita por coronavírus

Da Redação

Apesar da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) não divulgar o boletim de coronavírus (covid-19) em feriados e finais de semana, mais uma pessoa morreu na cidade com quadro sintomático para a doença. A informação inicial divulgada era de que o paciente se tratava de um caso confirmado. No entanto, uma fonte ligada à Semusa esclareceu que o homem não foi testado para a doença e, por isso, trata-se apenas de uma suspeita.

Confira o comunicado da Prefeitura na íntegra:

"A Secretaria de Saúde confirma o óbito, destacando tratar-se de atestado clínico. Paciente deu entrada durante a madrugada no HSJD e faleceu em seguida.

Tinha 46 anos, era diabético e apresentava, no momento da chegada, problemas respiratórios. A liberação do corpo para o Serviço do Luto saiu sem a observação de possibilidade para Covid-19, o que determinou o procedimento de preparo do corpo e liberação para velório, com recomendação de que se evitasse aglomeração.

Somente algum tempo após a liberação é que houve o comunicado do Hospital sobre situação. A partir deste momento, o velório foi suspenso e a relação de pessoas que passaram pelo local providenciada para fins de acompanhamento pela Semusa.

O local do velório, na comunidade de Amadeu Lacerda, também foi higienizado."

 

Confira a nota completa do Complexo de Saúde São João de Deus (CSSJD):

"O Complexo de Saúde São João de Deus informa que na data de hoje, dia 11 de abril, a instituição recebeu na Sala Vermelha um paciente de 45 anos, atendido e trazido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência - SAMU com princípio de infarto. Não haviam profissionais médicos na ambulância que conduziu o paciente e o único diagnóstico repassado foi de infarto. 

O paciente que morava sozinho chegou a ser atendido na Sala Vermelha do CSSJD e embora tenha recebido todos procedimentos para ressuscitação, o paciente não resistiu e veio a óbito, tendo como causa mortis infarto. 

Após liberação do corpo para o Serviço de Luto, os profissionais do Complexo de Saúde foram informados pela família que o homem estava há uma semana apresentando febre e falta de ar, sintomas característicos do Covid-19.

Diante dos fatos, nossa equipe acionou imediatamente o Serviço de Luto e solicitou a paralisação do velório, uma vez que o paciente era considerado então suspeita de Coronavírus.

Destacamos que embora não haja confirmação de Covid-19, a orientação para cancelamento do velório se deu por medida por medida de precaução. Também como forma de prevenção, o Complexo de Saúde afastará temporariamente os profissionais que tiveram contato com o paciente."

 

 

 

Comentários
×