Divinópolis recebe nova remessa de vacinas

Atualmente, imunização está aberta para residentes com 54 anos ou mais; Prefeitura reclama de quantidade repassada à cidade

Da Redação

Os municípios mineiros recebem, nesta semana, a 25ª remessa de vacinas contra a covid-19. Ao todo, serão distribuídas pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) 508.170 mil doses ‒ 273.000 da Coronavac, 235.170 da Pfizer e 3.580 doses adicionais da Astrazeneca. Divinópolis, que ultrapassou a marca de 100 mil doses aplicadas, já retirou sua parte ontem.

Até este sábado, 19, a cidade já havia recebido 114 mil imunizantes. No total, foram aplicadas 105.538 doses, sendo 74.543 da primeira dose e 30.995 da segunda dose.

Município

Conforme informou a Superintendência Regional de Saúde de Divinópolis (SRS), a macrorregião Oeste recebeu 7.360 doses de Coronavac/Butantan para primeira dose, 770 para segunda, 14.990 Pfizer/Biotech para início da vacinação de públicos prioritários e 205 da Astrazeneca/Fiocruz, referente à reserva técnica da remessa anterior.

Já Divinópolis recebeu ao todo 4.571 vacinas: 1.580 Coronavac, 45 Astrazeneca e 2.946 Pfizer, todas destinadas à primeira dose. Segundo a Prefeitura, o montante é suficiente apenas para dois dias de imunização. O público que receberá as doses será de motoristas, gestantes, puérperas, lactantes, pessoas com comorbidades e por faixa etária.

A vice-prefeita, Janete Aparecida (PSC), lamentou o baixo número de doses repassadas à cidade.

— Ver os pontos de imunização parados, com a estrutura toda montada, apenas esperando as vacinas do governo estadual e federal é frustrante. Se dependesse de nós, estaríamos vacinando muito mais pessoas, os pontos funcionam todos os dias e mais pessoas estariam imunizadas agora — comentou.

Público

A Superintendência também detalhou o plano de vacinação.

— Tanto as vacinas da Coronavac quanto da Pfizer serão destinadas à continuação da imunização dos grupos prioritários, como pessoas com comorbidades e deficiência permanente, trabalhadores de educação e forças de segurança e salvamento e gestantes e puérperas (45 dias após o parto) com algum acometimento na saúde. Já as doses da Astrazeneca serão destinadas às forças de segurança e salvamento e às Forças Armadas — informou.

Avanço

Diante do avanço e da chegada de novas doses, a Prefeitura abriu, ontem, o cadastro para a vacinação de divinopolitanos nascidos em 1967 ou antes ‒ com 54 anos ou mais. Gestantes, puérperas, comorbidades, grupo especial e para profissionais do transporte tiveram o cadastro reaberto.

Para fazer o cadastro, basta acessar o site www.divinopolis.mg.gov.br ou se inscrever no aplicativo “App Divinópolis”, clicando na opção “vacinação covid-19”.

— A Prefeitura pede às pessoas e seus familiares que os acompanham na vacinação contra a covid-19 no sistema de drive thru que respeitem rigorosamente o horário marcado no comprovante de cadastramento e TENHAM MUITA ATENÇÃO COM O LOCAL INDICADO. É fundamental o respeito a esses horários para que não haja filas — orienta.

Para a vacinação, a pessoa deve levar um documento de identidade com foto, comprovante de endereço e a carteira do SUS ou da unidade de saúde e cartão de vacinação. 

Pessoas acamadas desse público serão vacinadas mediante agendamento pelo telefone (37) 3229-6870. As que ainda não são cadastradas no SUS devem primeiro se inscrever, na unidade de saúde, por um familiar, e, posteriormente, solicitar a vacinação em casa.

Grupos

Foram aplicadas 13.257 doses em trabalhadores da linha de frente, 5.566 doses em trabalhadores de serviço de saúde, 14 doses para os deficientes institucionalizados e 550 doses para idosos institucionalizados. 

Em idosos maiores de 90 anos foram aplicadas 1.510 doses; 2.979 entre 85 e 89 anos; 5.648 entre 80 e 84 anos; 8.404 entre 75 e 79 anos; 12.797 entre 70 e 74 anos; 15.158 entre 65 e 69 anos; 12.190 entre 60 e 64 anos; e 6.346 doses em pessoas entre 55 e 59 anos.

Trabalhadores das forças de segurança e salvamento contabilizam 988 doses aplicadas, 409 em trabalhadores do transporte coletivo, 37 em trabalhadores do transporte aéreo, 280 em funcionários do transporte ferroviário, 443 em mulheres gestantes, 172 em mulheres puérperas, 1.035 em pessoas com deficiência permanente, 12.378 cidadãos com comorbidades e 5.377 em trabalhadores da educação.

 

 

Comentários
×