Divinópolis recebe e divulga orientações da Defesa Civil sobre frente fria

A previsão do tempo para Divinópolis sugere persistência de onda de frio até domingo, alerta Prefeitura

Da Redação

A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec) recebeu orientações da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), por meio do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), com base em informação meteorológica gerada pelo Sistema Nacional de Meteorologia (Inmet, Cptec e Sipam) sobre a atuação de massa de ar frio até domingo, 1º, quando as temperaturas começarão a subir gradativamente.

A previsão do tempo para Divinópolis sugere persistência de onda de frio até domingo. Dados da Gerência de Regularização Ambiental da Diretoria de Meio Ambiente da Prefeitura de Divinópolis, baseados em informes do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), confirmam mínima de 8°C e máxima de 23°C nos próximos dois dias.

Segundo o Inmet, a temperatura mínima esperada hoje, 30, é de 4°C; e a máxima, de 22°C. Antes da mais baixa temperatura da semana, ontem, 29, os termômetros já começaram a cair com mínima de 10°C e máxima de 23°C.

De acordo com a Gerência de Regularização Ambiental, o prognóstico de umidade relativa do ar máxima diária para o período é de 80% no domingo; e a menor prevista é de 20%, nível preocupante, no sábado, 31, e no domingo, 1°. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o percentual considerado aceitável deveria estar acima de 30%.

Sugestões às Compdec

Durante o período, os municípios deverão adotar os seguintes procedimentos:

  • Divulgar o alerta no município em rádios ou carros volantes. A informação deverá chegar até a zona rural para evitar danos econômicos à agricultura e à pecuária.
  • Reunir-se com a assistência social e, caso não tenha sido prevista no plano de contingência, planejar a intervenção com pessoas em situação de rua. Preparar abrigos para receber moradores de rua pelo menos no período mais crítico;
  • Alertar a população que possui residência inacabada (sem portas e janelas, por exemplo) ou construção que não possui isolamento térmico (casas de madeira com frestas) de preparar-se para a frente fria;
  • Reunir-se com os setores de zoonoses e ONG para planejar a intervenção com animais de rua.
  • Organizar campanhas de agasalho. Caso necessário, usar voluntários para distribuir material de ajuda humanitária aos necessitados (igrejas, centros espíritas, etc.).
  • Realizar busca ativa aos necessitados lançando pessoal a campo para levantar comunidades vulneráveis e população afetada para ação imediata quando for o caso.
  • Distribuir agasalhos em rodoviárias considerando a chegada de ônibus interestaduais de Estados que não costumam sofrer com o frio.
  • Manter plantão para atender à solicitação de ajuda realizando reunião com a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militar locais, instituições que conhecem a área e as pessoas que estarão mais expostas ao evento.
  • Ter atenção redobrada para uso de fogo para aquecer-se. O risco de consumir o oxigênio do ambiente existe, o que pode causar incêndios.
  • É perigoso queimar combustíveis fósseis como lenha, carvão vegetal, óleo diesel e gasolina em ambientes totalmente fechados. O monóxido de carbono exalado pela combustão é gás altamente tóxico e pode matar. É preciso que haja circulação de ar.
  • Manter a população informada, pois conhecer o risco e saber o que fazer é a melhor estratégia para evitar desastre.

Recomendações à população

Dicas para manter a casa aquecida:

  • Fechar as janelas: o vento costuma entrar pelas frestas, o que contribui para o esfriamento do ambiente. Algumas lojas vendem plásticos ou calafetagem removível que solucionam o problema. Os detalhes são indispensáveis para manter a casa quente.
  • Cortinas: use cortinas de banheiro sobre as janelas, pois ajudam a manter o ar frio fora a captam a luz solar, que mantém o local quente. Cortinas grossas ajudam a manter a casa aquecida.
  • Sol: a luz solar precisa entrar em ambientes da casa, mas obstruções ocasionadas por plantas, por exemplo, pode impedir que isso ocorra.

No período, a Defesa Civil municipal reitera a necessidade de:

  • A população deve ter cuidado especial com crianças e idosos agasalhando-os bem;
  • Animais domésticos devem também ser mantidos em locais adequados protegidos do frio;
  • É necessário redobrar a precaução com a possibilidade de desenvolver doenças respiratórias;
  • É ainda mais importante evitar locais fechados e com aglomeração humana;
  • Com frequência higienizaras mãos, usar álcool em gel e manter-se bem hidratado todo o tempo;
  • Manter o cuidado com a população em situação de rua. Se as encontrar próximo de sua residência, ofereça agasalho ou cobertor às pessoas na condição em solidariedade.

 

Comentários
×