Divinópolis recebe dois ônibus para saúde

 

Matheus Augusto

A conclusão do Hospital Regional Divino Espírito Santo esteve em pauta ontem no gabinete do governador Romeu Zema (Novo).  Representando Divinópolis, o vereador Dr. Delano (MDB), que teria a companhia alguém da direção do Complexo de Saúde São João de Deus (CSSJD), acabou como único da cidade a se reunir com o governador e o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral.

Veículos

Uma solução para o hospital ainda não foi definida, mas outros benefícios foram anunciados. Segundo Dr. Delano, Divinópolis deve receber, na próxima semana, dois ônibus para a área da saúde.

— Os veículos estão chegando para atender os 54 municípios do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do São Francisco (CIS) — afirmou Delano.

O vereador também destacou que a situação do hospital regional continua indefinida.

— Foi cogitada a possibilidade de o São João de Deus assumir a gestão do Hospital Público. Mas, ninguém compareceu à reunião — relatou.

O deputado estadual Cleitinho Azevedo (PPS) também participou do encontro.  

Governo

Desde fevereiro, está aberto um edital para que entidades privadas (com ou sem fins lucrativos), com experiência na área da saúde, apresentem propostas administrativas para onze hospitais regionais. A intenção é receber estudos e levantamentos de financiamento para concluir essas unidades sem comprometer as contas governamentais.

Em assembleia para prestação de contas, o chefe da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) declarou que 26 organizações, entre consórcios municipais e a iniciativa privada, já haviam se mostrado interessadas. Ainda de acordo com Carlos Eduardo, o planejamento de cada unidade deve ser definido pelo Governo do Estado até agosto.

As obras do hospital regional estão paralisadas desde fevereiro de 2016. Como já reportado pelo Agora, a SES estima que toda a construção tenha um custo final de cerca de R$ 100 milhões. Deste valor, cerca de R$ 60 milhões já foram investidos.

A Prefeitura explicou, em maio, que gasta cerca de R$ 500 mil para manter vigia armada no local, a fim de evitar a depredação.

Além de Divinópolis, outros dez hospitais regionais são contemplados pelo edital: Além Paranaíba, Conselheiro Lafaiete, Governador Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Nanuque, Novo Cruzeiro, Sete Lagoas, Teófilo Otoni e Unaí.

De acordo com o secretário adjunto de Saúde do Estado, Bernardo Ramos, essa foi a alternativa encontrada pelo Governo devido à crise econômica.

— O resultado será um amplo estudo sobre o modelo mais adequado para cada unidade hospitalar, e a expectativa é que as soluções apresentadas façam com que os hospitais regionais sejam autossustentáveis financeiramente — explicou.

O hospital regional em Divinópolis irá atender os 54 municípios da região Centro-Oeste e já tem mais de 60% de sua estrutura construída. 

 

 

Comentários
×