Divinópolis recebe 8.800 doses contra a covid

Pessoas com 47 anos ou mais já podem se imunizar; cinco mortes são registradas, mas internações caíram pela metade

Bruno Bueno

A vacinação contra a covid-19 segue a todo vapor em Divinópolis. Conforme dados divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), a cidade já havia aplicado, até a tarde de ontem, 122.874 doses. Os números devem aumentar nos próximos dias, já que o Município recebe hoje mais 8.800 imunizantes.

Segundo informações da Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG), Divinópolis terá à disposição 2.112 doses da vacina Pfizer, produzida pela BioNTech, que será utilizada para prosseguir a vacinação por idade, dos trabalhadores industriais e de limpeza urbana. 2.474 vacinas da AstraZeneca, desenvolvidas pelo Instituto Fiocruz, serão destinadas às pessoas com comorbidades.

Os dados da pasta ainda revelam que 4.213 imunizantes da Janssen, vacina de dose única produzida pela Johnson’s & Johnson's, serão usados para a aplicação em caminhoneiros, trabalhadores do transporte, de indústrias, funcionários do sistema de privação de liberdade, presidiários e na vacinação por idade.

Cadastramento

Com a chegada de novas doses, a Prefeitura de Divinópolis abriu, na manhã de ontem, o cadastramento para a vacinação de pessoas com 47 anos ou mais. O público dessa faixa etária será imunizado ainda nesta semana, nos drive-thrus do Divinópolis Clube, Centro Administrativo e Bom Pastor. 

A Prefeitura deu mais detalhes sobre o cadastramento da vacinação.

— A pessoa que foi cadastrada para um drive thru não poderá ir em outro, pois cada local de vacinação atenderá um grupo específico. É de extrema importância que as pessoas que forem se vacinar levem documento de identidade com foto, cartão SUS, cartão da unidade de saúde e cartão de vacina — disse em nota. 

Balanço

O Executivo também divulgou o balanço geral da vacinação em Divinópolis. Os dados foram contabilizados na tarde de ontem.

— No total, foram aplicadas 122.874 doses, sendo 89.703 da primeira dose, 31.470 da segunda dose e 1.701 de dose única. 13.257 trabalhadores da linha de frente, 6.869 trabalhadores de serviço de saúde, 14 pessoas com deficiência institucionalizadas e 550 idosos institucionalizados já foram vacinados — informou.

— Em idosos maiores de 90 anos foram aplicadas 1.511 doses. 3.002 idosos entre 85 e 89 anos, 5.690 de 80 a 84 anos, 8.432 de 75 a 79 anos, 12.835 de 70 a 74 anos, 15.214 de 65 a 69 anos, 12.312 de 60 a 64 anos e 9.071 de 55 a 59 anos também já foram vacinados. 8.340 doses foram aplicadas em pessoas entre 50 e 54 anos e 1.208 doses em pessoas entre 45 e 49 anos — explicou.

Confira o restante das aplicações:

  • trabalhadores das forças de segurança e salvamento - 1.001;
  • trabalhadores da educação - 5.425;
  • trabalhadores do transporte coletivo - 1.746;
  • trabalhadores do transporte aéreo - 37
  • trabalhadores do transporte ferroviário - 605;
  • gestantes - 669, puérperas - 286 e lactantes - 621;
  • deficiência permanente - 1.131;
  • comorbidades - 12.991;
  • pessoas em situação de rua - 57.

Cinco mortes

Mesmo com a vacinação avançando, a Prefeitura confirmou, na tarde de ontem, a morte de mais cinco pessoas em decorrência do coronavírus.

Duas pessoas, uma mulher de 62 e um homem de 64 anos, portadores de doença cardiovascular crônica e diabetes mellitus, foram os primeiros óbitos confirmados. Um homem de 82 anos, com a mesma comorbidade, também perdeu a vida pelo coronavírus. 

Dois homens, de 50 e 26 anos, também morreram em decorrência da doença. Conforme a Prefeitura, o mais velho não possuía comorbidades, enquanto o mais jovem era hipertenso e obeso. Com os registros, o município chegou a 531 mortes. Nove óbitos ainda estão sendo investigados

Casos

Conforme o boletim epidemiológico divulgado pela Prefeitura, Divinópolis já registra 81.787 casos suspeitos da doença ‒ desses, no entanto, apenas 18.695 foram testados: 16.218 confirmados (7.473 em homens e 8.612 em mulheres), 2.465 descartados e 12 em análise. 13.132 pessoas já se recuperaram.

Ainda segundo o boletim, 73 pacientes estão internados em CTI suspeitos de covid-19, com ocupação total de 70,9%. 41 são de Divinópolis e 32 de outros municípios vizinhos. A ocupação dos leitos de enfermaria é de 47,5%, com 77 internações.

A taxa de letalidade da doença no município é de 3,27%. O ritmo de contágio atingiu 0,97, isto é, 100 contaminados podem passar a doença para outras 97 pessoas.

Internações 

Dados atualizados ontem pela Prefeitura, referentes às internações hospitalares de pacientes com sintomas de covid-19, mostram que a taxa de ocupação de leitos de UTI é de 70,9%, considerando rede pública e particular.

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Padre Roberto está com 14 leitos disponíveis dos 30 totais no CTI adulto, com 53,33% de ocupação. No setor de enfermaria, 21 dos 32 leitos estão em uso, o que significa 65,63% de ocupação.

Ainda na saúde pública, a área atendida pelo SUS no Complexo de Saúde São João de Deus está com dois leitos vagos entre os 20 no CTI adulto. Na enfermaria, 17 dos 30 leitos estão em uso, o que representa 56,67% de ocupação.

Na rede particular, o Hospital São Judas Tadeu opera com um leito extra, além dos seis existentes, com 116,67% de ocupação. O Hospital Santa Lúcia tem 100% de ocupação dos dez leitos no CTI adulto.

O Complexo São João de Deus, também no atendimento particular, conta com 43,75% dos leitos ocupados no CTI adulto, representando 7 dos 16 na unidade. O Hospital Santa Mônica atualmente opera com 90% de ocupação, com um leito disponível entre os dez totais.

 

Comentários
×