Divinópolis: Prefeitura divulga protocolo de volta as aulas presenciais

As aulas presenciais somente serão iniciadas quando o município estiver inserido na onda amarela

Da Redação

A Prefeitura de Divinópolis, divulgou hoje, 14, o protocolo atualizado de volta às aulas presenciais para todas as escolas, incluindo as municipais, de ensino regular para educação infantil, ensino fundamental e ensino médio. 

As aulas presenciais somente serão iniciadas quando o município estiver inserido na onda amarela. Conforme previsto na Deliberação do Comitê Extraordinário Covid-19 nº 130, de 3 de março de 2021, que diz que não podem ocorrer aulas presenciais na onda roxa.

As instituições deverão apresentar uma emissão de parecer de liberação emitido pela Vigilância Sanitária, contendo todas as informações solicitadas no protocolo. Após a aprovação serão realizadas vistorias in loco, para verificação da autenticidade do documento apresentado. A instituição que for classificada como apta na vistoria, receberá parecer favorável ao retorno às aulas presenciais.

Protocolo para Escolas de Ensino Regular

O documento estabelece vários critérios para o ensino presencial, dentre eles, distanciamento de, no mínimo, 1,5 metros entre alunos em caso de filas e não permitir a entrada de nenhuma pessoa, colaborador ou aluno que não esteja utilizando máscara de proteção facial cobrindo totalmente boca e nariz.

Obrigatoriedade de barreira sanitária em todos os portões de entrada da unidade escolar e a disponibilização de álcool 70º nestes locais. A nota norma estabelece também o distanciamento mínimo entre alunos, dentro das salas de aula, como por exemplo, 1,5 metros na Onda Amarela. 

O documento trata ainda do funcionamento interno na educação infantil, em espaços comuns como bibliotecas e salas de informática; em locais que realizam atendimento ao público como secretarias; de quadras, pátios e durante do recreio, dentre várias outras regulamentações que devem ser lidas na íntegra por todos os profissionais e lideranças destes estabelecimentos de ensino.

Comentários
×