Divinópolis: Prefeitura destaca ações de reparos em áreas afetadas pelas chuvas

Rio Itapecerica teve elevação de cheias de até 60 cm.

Da Redação

A Prefeitura de Divinópolis, através da equipe de força tarefa, iniciou a prestar serviços de apoio e reparação devido à chuva que atingiu a cidade na tarde de quarta-feira, 6, e na madrugada de hoje, 7. Depois da chuva, a população pôde contar com limpeza de vias, desobstrução de bocas de lobo, sinalização de locais de perigo à população e outros auxílios em diversos bairros.

Além da administração pública direta, as equipes da Secretaria Municipal de Operações e Serviços Urbanos (Semsur), da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec) e do Corpo de Bombeiros Militar, participam dos trabalhos.

A Defesa Civil foi acionada em casos de queda de árvores em vias públicas, inundação de residências por impedimento para escoar água de chuva à rede pluvial, deslocamento e inundação de veículos e destelhamento de residência no bairro LP Pereira.

As situações de inundação apresentaram-se por bocas de lobo obstruídas por acumulação de resíduos sólidos e capacidade de esgotamento excedida pelo grande volume de água, disposição irregular de lixo domiciliar em leitos de córregos e entupimento de manilhas com material como galhos de árvores.

Atualmente, as frentes de trabalho realizam atividades de emergência como monitoramento de pontos de alagamento e hoje, 7 atuam, principalmente, na limpeza de bocas de lobo. Para o serviço, a Semsur mobilizou as equipes na zona urbana. Não houve incidentes mais graves.

Rondas por ruas e avenidas foram também realizadas para catalogar possíveis danos ao patrimônio público e à população e obter relatórios completos sobre a situação. Depois das reparações de emergência, os trabalhos que requerem mais logística, continuarão nos próximos dias.

Volume de chuva

Segundo dados da Compdec, o rio Itapecerica teve elevação de cheias de até 60 cm, apesar de estar ainda, abaixo do leito normal em 1,10 cm. O nível do rio é controlado mediante instalação de réguas de medição em pontos estratégicos: Candelária, Belvedere, São Miguel, Esplanada, Niterói, Porto Velho e Dom Pedro II. O período de estiagem, associado com a seca no lençol freático próximo às margens e em parte dos córregos na zona rural, contribuíram para a baixa.
 
Orientações da Defesa Civil

Em caso de perigo, a população deve entrar em contato com a Defesa Civil pelo WhatsApp (37) 98825-2279, com o Corpo de Bombeiros através do número 193 ou com a Polícia Militar pelo 190.
 
Antes da chuva:
-           Realizar manutenção nos telhados, desobstruir os tubos de lajes, limpar as calhas e verificar se as telhas estão fixadas.
-           Não descartar lixo ou entulho em bueiros, quintais e ruas. Sempre colocar os sacos de lixo nas lixeiras e não deixá-los diretamente na calçada.
-           Reforçar muros e paredes que possam cair.
-           Revisar as instalações elétricas.
-           Desligar os aparelhos elétricos se perceber chuva intensa acompanhada de raios.
-           Colocar móveis e outros artigos em lugares altos, se a moradia está em área propensa à inundação.
-           Acompanhar os boletins de avisos e alertas dos institutos de meteorologia na internet ou na imprensa.
 
Durante a chuva:
-           Observar o nível da água.
-           Manter portas e janelas da casa fechadas para evitar que ventos fortes e animais entrem.
-           Não se proteger debaixo de árvores, já que atraem raios; e, em caso de granizo, é recomendável refugiar-se em lugares seguros e com boa cobertura.
-           Não manusear equipamento elétrico ou telefone devido a raios e relâmpagos.
-           Não se arriscar a atravessar a pé ou em veículos por ruas e pontes alagadas ou durante enxurradas.
-           Se a casa estiver em perigo de alagamento ou desabamento, chamar a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros.
-           Em caso de inundação, recomenda-se evitar contato com a água, pois, além de contaminação que pode provocar enfermidades graves, o risco de descarga elétrica existe.
 
Depois da chuva:
-           Verificar as instalações elétricas antes de ligá-las.
-           Revisar possíveis danos às moradias (paredes, telhados, etc.).
-           Ter cuidado com animais (aranhas, cobras e ratos em casa).
-           Verificar se ralos, bueiros e calhas não estão obstruídos.
 
Orientações aos condutores:
-           Evitar trafegar em vias alagadas e sempre buscar rotas alternativas ou esperar em lugar seguro que a chuva passe.
-           Em dias nublados, não estacionar os veículos próximo de árvores, especialmente as mais antigas.
-           Não estacionar veículos em regiões íngremes e próximas a postes quando chover.
-           A melhor proteção durante a incidência de raios é permanecer no interior do veículo.
-           Verificar o estado dos limpadores, das borrachas das paletas e do motor dos limpadores.
-           Certificar-se de que o desembaçador funciona corretamente.
-           Acender a luzes de farol baixo durante chuva intensa (mesmo em dia claro) para que outros condutores possam ver o veículo.

Comentários
×