Divinópolis: Prefeitura abre investigação de fraudes na vacinação da covid-19

Polícia Federal e Ministério Público atuam no caso; pena pode chegar a cinco anos de prisão

Da Redação

Devido às várias tentativas de fraude na vacinação, a Prefeitura de Divinópolis alerta sobre as mudanças nos documentos de comprovação dos grupos prioritários. A partir desta segunda-feira, 24, serão aceitos apenas laudos médicos, juntamente com receita para comprovar comorbidade.

Até o momento, foram identificadas 200 tentativas de fraude durante a vacinação. Portanto, os laudos ou declarações médicas e xerox das receitas ficarão retidos para as fiscalizações. Os cidadãos também devem comprovar residência em Divinópolis.

As investigações estão sendo realizadas juntamente com a Polícia Federal e o Ministério Público. Se a irregularidade for comprovada, o infrator pode responder por falsidade ideológica e/ou uso de documentação falsa, podendo pegar de 2 a 5 anos de prisão.

Contamos com a colaboração de todos no combate a covid-19.

Comentários
×