Divinópolis pode registrar 276 milímetros de chuva até domingo

Expectativa é que o tempo seco retorne na próxima segunda; situação preocupa autoridades

 

Bruno Bueno

As fortes chuvas que atingiram Divinópolis durante o feriado prolongado devem continuar nos próximos dias. Segundo informações do site Climatempo, uma das maiores empresas de meteorologia do país, a cidade pode registrar 276 milímetros de chuva até domingo.

 

Previsão

A previsão é que 25 milímetros (mm) de chuva sejam registrados hoje. Os números apontam para 15mm na quarta, 45mm na quinta e 55mm na sexta. Cerca de 60mm são esperados no sábado e 76 milímetros no domingo. Durante o dia de ontem, Divinópolis registrou, conforme dados meteorológicos, cerca de 20 milímetros de chuva. 

Nesta semana, a maior temperatura prevista é de 25º C na quarta, quinta e sexta. Em contrapartida, o município deve registrar 19º, menor temperatura prevista, também na quarta. A umidade relativa do ar deve variar entre 75% e 100% durante o período. Pancadas de chuva e trovoadas isoladas estão previstas.

A expectativa é que o tempo seco retorne somente na próxima segunda, 10. Não há previsão de chuva para  a cidade nesta data.

 

Alerta

Um alerta para chuvas fortes em Divinópolis foi emitido na manhã de ontem pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O comunicado, que também vale nesta terça-feira, também foi protocolado para outros 780 municípios mineiros.

De acordo com o alerta, chuvas de até 100 milímetros podem atingir os municípios. Ventos de 100 km/h durante o dia também são previstos.

 

Rio Itapecerica

As chuvas preocupam as autoridades locais e já refletem no rio Itapecerica. De acordo com dados da Defesa Civil e Corpo de Bombeiros, o nível do rio está 78 centímetros acima do volume normal. Durante o feriado, o número chegou a 70 centímetros.

Em dezembro, fortes chuvas que atingiram a região Centro-Oeste também provocaram o aumento do leito do rio. As pancadas aconteceram, em grande parte, na cabeceira do rio, no município de Itapecerica. Na ocasião, o nível chegou a 55 centímetros acima do nível normal.

Mesmo com o aumento do nível, os números refletem o esperado para o período de fortes chuvas na cidade.

 

Locais com riscos

Outros locais da cidade oferecem grande risco durante o período chuvoso e também preocupam as autoridades. O bairro Padre Libério, próximo ao Hemominas, é um deles. Em 2019, a força da água chegou a um estacionamento que fica perto da sede. A situação tem tirado o sono dos moradores.

A população ribeirinha, que tem residências próximo ao rio Itapecerica, também é motivo de preocupação. Em 2012, um forte temporal provocou o transbordo do rio e deixou cerca de 415 pessoas desalojadas e 54 desabrigadas.

O Cemitério da Paz, localizado na região Central de Divinópolis, é mais um espaço que oferece risco durante o período de chuva. O desabamento de uma obra, devido a uma forte tempestade, que fica ao lado do cemitério, acendeu o alerta para as autoridades.

 

Região

A situação também é preocupante em outras cidades da região Centro-Oeste. Na véspera do ano novo, equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas para auxiliar vítimas de um deslizamento de terra no Centro de Pitangui. Chovia muito no local. Cerca de três residências foram atingidas.

Com o risco de desabamento do local, cerca de 18 moradores foram retirados de suas casas e amparados pela Prefeitura. Ninguém ficou ferido.

Já no domingo, por volta de quatro horas da manhã, um prédio com quatro pavimentos também apresentou riscos de desabamento. O Corpo de Bombeiros foi ao local e constatou grande potencial de queda.

— No local, os bombeiros militares verificaram sinais de danos estruturais em dois pilares da edificação, constatando uma situação de risco iminente. Diante da situação, todos os moradores, animais e veículos foram retirados do local. Ao todo, 37 pessoas foram desalojadas, sendo direcionadas para casas de parentes e amigos. Foram registrados apenas danos materiais — informou o Corpo de Bombeiros em nota.

 

Monitoramento

Ainda segundo o Corpo de Bombeiros, a situação do local está sendo monitorada pela corporação. O órgão também reforçou alguns cuidados que devem ser realizados pelos moradores da cidade.

— O Corpo de Bombeiros continua acompanhando a situação, bem como monitorando os locais afetados. A Polícia Militar e a Prefeitura Municipal apoiaram as ações realizadas. O Corpo de Bombeiros Militar reforça que os moradores próximos de córregos, rios e encostas devem manter a atenção redobrada durante o período de chuvas e em caso de qualquer sinal devem acionar imediatamente o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil local — relatou.

 

Dicas

Buscando evitar tragédias durante o período de chuvas, o Corpo de Bombeiros elaborou algumas dicas para pessoas que se depararem com situações adversas em decorrência das tempestades. 

— No período de chuvas, os riscos de enchentes e deslizamentos aumentam. Por isso, atenção: evite áreas sujeitas a deslizamentos e inundações. Se o nível da água subir, procure um local alto e aguarde até baixar. Não fique perto de árvores ou postes. Não se arrisque para salvar bens, pois sua vida é mais valiosa. Se precisar do Corpo de Bombeiros, ligue 193 — afirmou em vídeo enviado ao Agora.

Comentários
×