Divinópolis organiza vacinação contra covid em postos de saúde

Prefeitura começa a desmobilizar estrutura montada no início do ano; seis crianças estão internadas em UTI

 

Matheus Augusto

Ao fim da primeira semana deste mês, a Secretaria de Saúde (Semusa) divulgou que mais de 12 mil divinopolitanos estavam com a segunda dose da vacina contra covid-19 em atraso. Agora, autoridades da cidade voltam a cobrar os moradores que busquem concluir seu esquema vacinal para um fim de ano tranquilo. Além disso, em entrevista ao Agora, o prefeito Gleidson Azevedo (PSC) adiantou que, a partir de dezembro, a vacinação contra covid-19 será em postos de saúde.

— Quem tomou a segunda dose há mais de cinco meses já tem direito à terceira. Faço esse reforço à população. O drive-thru da Prefeitura vai funcionar até 31 de novembro. A partir daí, só em postos de saúde — adiantou, sem dar mais detalhes.

Vale lembrar que, com o crescente número de pessoas com o esquema vacinal completo e, consequentemente, menos demanda por vacinas, a Semusa tem promovido gradual readequação da estrutura de imunização. O primeiro passo foi a desmobilização do drive-thru, no dia 15 de outubro. Posteriormente, a pasta determinou a retirada do sábado como dia de vacinação, orientando quem estava agendado nessa data a remarcar.

 

Importância

A Prefeitura voltou, ontem, a convocar pessoas com segunda dose em atraso. Para agilizar o processo, esse público não precisa se cadastrar. Basta comparecer ao drive-thru do Centro Administrativo amanhã, entre 8h e 16h.

— É importante lembrar que, para ter a imunização completa, é fundamental que a pessoa receba a segunda dose. Sem completar a imunização, a pessoa está ainda mais vulnerável ao coronavírus e suas variantes — alerta o Executivo.

Segundo o órgão, a pandemia ainda não terminou e, por isso, é preciso respeitar o processo.

— Somente a ampliação da vacinação e a continuação das medidas preventivas como uso frequente de máscaras, higienização das mãos e álcool em gel pode ajudar que a retomada das atividades da sociedade continue em processo de retorno à normalidade — destacou.

 

Ter em mãos

Os documentos necessários são: documento de identidade com foto, cartão do SUS, cartão da unidade de saúde, caderneta de vacinação e comprovante de endereço.

— A falta de qualquer um desses documentos impossibilitará a vacinação — explica a Semusa.

No caso de adolescentes, é fundamental a presença de um adulto para acompanhar o processo.

 

Cronograma

Hoje, tanto no Centro Administrativo quanto no Pátio da Emop, há aplicação de Pfizer para pessoas agendadas, em atraso ou que que adiantaram (com imunização inicialmente prevista para o período entre 20 de novembro e 16 de dezembro). Na sexta, o Centro Administrativo terá disponibilidade de CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer, enquanto no Pátio da Emop haverá apenas Pfizer para agendados.

 

Grave

Seis crianças estão internadas com covid-19 em Divinópolis. Todas recebem atendimentos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Infantil do Complexo de Saúde São João de Deus (CSSJD). A informação foi divulgada ontem pela Semusa, ao atualizar o boletim diário de hospitalizações na cidade.

Atualmente, a cidade tem dez pessoas internadas em UTIs em 40 disponíveis, representando 25% de ocupação. No setor de enfermaria, o índice é levemente superior, sendo de 30,2%, com 13 dos 43 leitos ocupados.

Em UTIs destinadas exclusivamente para pacientes com covid-19, o Hospital Santa Lúcia tem apenas um paciente internado; o CSSJD, pelo Sistema Único de Saúde (SUS), três na área adulta e seis na infantil. Não há hospitalizações no Hospital Santa Mônica e no São Judas Tadeus.

 

Comentários
×