Divinópolis lança programa econômico ‘Juros Zero’

Solicitações de crédito começam na próxima semana

Da Redação

Aprovado pela Câmara, o projeto de desenvolvimento econômico apresentado pelo Executivo, “Juros Zero”, foi lançado na manhã de ontem. A iniciativa faz parte do Plano de Retomada Econômica, que visa promover o apoio a microempreendedores individuais, microempresários e empresas de pequeno porte com sede em Divinópolis. Segundo o Sebrae, esses empreendimentos representam 99,7% do total de empresas e 72% dos empregos gerados no município.

 

Processo

A recuperação econômica dessas empresas ocorrerá mediante de pagamento de juros sobre empréstimos tomados de cooperativas de crédito credenciadas (Sicredi, Sicoob Divicred, Sicoob Centro União e Sicoob Crediverde). O empréstimo poderá ser parcelado em até 30 meses com carência de seis meses. Os juros serão 100% subsidiados pelo Município e a empresa pagará apenas o capital contratado, que varia entre R$ 5 mil a R$ 15 mil. A partir da próxima quarta-feira, 3, as empresas poderão solicitar linhas de crédito.

 

Recuperação

O secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Turismo, Luiz Angelo Gonçalves, comentou sobre o objetivo do programa e o impacto econômico da pandemia nas empresas do município. 

— A crise econômica provocada pela pandemia trouxe muitos impactos negativos e também foi um período para novas estratégias de empresas existentes para contornar a situação. A gestão municipal está empenhada em fomentar a economia de Divinópolis e contribuir com o crescimento do município, com a manutenção e geração de novos empregos neste ano que foi marcado pela retomada das atividades — ressaltou.

 A vice-prefeita e secretária de Governo, Janete Aparecida (PSC), também ressaltou a importância do projeto. 

— Esse programa fará toda a diferença para o município retomar a economia e valorizar o que é daqui. O nosso governo tem como prioridade conversar e ter parcerias com o setor privado, em benefício de toda a população — pontuou.

Também participaram do evento:  o secretário municipal de Fazenda, Gabriel Vivas Pereira; o assessor especial de Governo, Fernando Henrique Costa de Oliveira; a vereadora Ana Paula de Oliveira; o gerente regional do Sebrae-MG, Leonardo Mol; o presidente do Sicoob Centro União, Jordelho João Fonseca Rabelo; a diretora Administrativa do Sicoob Divicred, Consuelo Melo; e a gerente da Agência Divinópolis do Sicredi Sul Minas, Fábio Porto.

 

Etapas 

O programa foi idealizado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e correalizado pela Secretaria Municipal de Fazenda (Semfaz), e conta também com a participação de várias outras pastas do governo municipal, além da parceria da Câmara de Vereadores, que aprovou por unanimidade o Projeto de Lei n° 8.879/2021, autorizando a implementação do programa, que também passou por aprovação do Conselho Municipal do Desenvolvimento Econômico (Comdes).

O secretário Municipal de Fazenda, Gabriel Vivas Pereira, congratulou o apoio de todos os envolvidos para que o programa saísse do papel. 

— Agradecemos a colaboração de todas as pessoas e instituições envolvidas, como as cooperativas dispostas a auxiliar, além das secretarias do Município e do Poder Legislativo — finalizou.

 

Como participar?

Para participar do programa, a empresa deve ser sediada em Divinópolis; ter registro de Microempreendedor Individual (MEI), microempresa (ME) ou empresa de pequeno porte (EPP); comprovar a atuação empresarial superior a 90 dias; não ter ultrapassado a receita de R$ 1,2 milhão nos últimos 12 meses ou no ano de 2020; além de garantir que não haja redução de postos de trabalho ao longo de quatro meses após a concessão de crédito.

Para MEIs, o limite de crédito é de R$ 5 mil, podendo ser expandido para R$ 6,5 mil para profissionais mulheres, negros, pessoas com deficiência ou idosos.

Para microempresas e empresas de pequeno porte, o limite é de R$ 12 mil, expandido para R$ 15 mil para empresas com sócias mulheres, negros, pessoas com deficiência ou idosos.

 

Comentários
×