Divinópolis já tem 800 notificações de dengue

Da Redação

A proliferação da dengue continua preocupante em Divinópolis. Apesar de já ser esperado o salto no número de casos no início do ano, devido aos meses quentes e chuvosos, os registros são assustadores. Em apenas quatro meses a cidade já tem 296 confirmações, quase o quádruplo de notificações durante todo o ano passando, quando foram confirmados 77 casos. 

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) informou ter registrado 800 notificações da doença em 2019. Desses, 140 já foram descartados e 364 ainda permanecem em análise.

Os números representam um aumento de 114 casos confirmados em relação à semana passada, quando eram 182. Já as notificações subiram de 631 para 800.

Há três casos suspeitos de zika na cidade, segundo o último boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), divulgado ontem.

Cuidados

No início do ano, em visita a imóveis na cidade, o Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa), apontou que 90% dos focos foram encontrados em residências — e o restante em lotes vagos. O estudo aponta a necessidade de ações preventivas por parte dos moradores.

Evitar o acúmulo de água em recipientes, colocar areia em vasos de plantas e posicionar a boca de garrafas para baixo, são medidas simples que contribuem para evitar a proliferação do mosquito.

Dentre as principais ações da Prefeitura no combate ao Aedes está a realização dos mutirões de limpeza. Segundo informou o órgão, em onze ações foram recolhidos mais de 70 mil quilos de entulhos e lixo. O Executivo também obteve, judicialmente, onze mandados para a entrada em imóveis onde os agentes de saúde não tinham acesso pelo morador.

Após não realizar a limpeza da propriedade e descumprir as notificações emitidas pela Prefeitura, os agentes adentram o local, com autorização judicial, para recolher os entulhos. Em apenas uma residência, no dia 2 deste mês, foram retiradas cerca de dez mil toneladas de lixo, podendo servir como um criadouro e um ambiente de proliferação do mosquito da dengue.

Minas

Segundo a SES, até ontem haviam sido registrados 140.754 casos de dengue, entre confirmações e suspeitas em todo estado. Minas já conta com 14 mortes pela doença confirmadas, sendo seis em Betim, duas em Uberlândia e Unaí, e uma em Arcos, Frutal, Ibirité e Paracatu. Outras 57 mortes estão sendo investigadas, com a possibilidade de terem sido causadas pelo Aedes.

Apenas em março foram mais de 60 mil notificações. O cenário é similar a anos epidêmicos, porém com menor intensidade.

Comentários
×