Divinópolis fecha 3ª clínica de reabilitação

 

A Prefeitura de Divinópolis anunciou na tarde desta quarta-feira (30) o fechamento de mais uma clínica de recuperação de dependentes químicos. É o terceiro caso apenas no mês de agosto.

Uma força-tarefa encabeçada pelas secretarias municipais de Saúde e Anti-Drogas encerrou as atividades de uma comunidade terapêutica cujo nome não foi divulgado.

O local fica no bairro Santo Antônio dos Santos (Ermida) e tinha 18 internos. 

O estabelecimento funcionava sem licença da Vigilância Sanitária e internações involuntárias foram constatadas. A Vigilância em Saúde verificou três pacientes com problemas mentais. Eles foram direcionados ao Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps AD) de Divinópolis.

Dois menores que estão assistidos pelo Conselho Tutelar foram encontrados. Ainda segundo a Prefeitura, a A Polícia Militar apreendeu equipamentos que teriam sido usados para aplicar choques nos internos.

Outros casos

Em 2 de agosto, outra clínica de recuperação de dependentes químicos foi interditada por maus-tratos e falta de licença da Vigilância Sanitária. A recomendação de fiscalização partiu do Ministério Público de Minas Gerais.

Em 22 de agosto, fiscais encerraram as atividades de uma comunidade terapêutica feminina próxima ao aeroporto Brigadeiro Antônio Cabral, após constatarem irregularidades. Além de descuidos, havia entre as internas uma menor grávida sem consulta pré-natal e uma paciente com esquizofrenia. 

Comentários
×