Divinópolis encerra o ano com saldo negativo de empregos

Número chega a 505 ao todo; só o comércio registrou 388 postos de trabalho a menos

Da Redação 

O último mês de 2020 teve saldo de 135 vagas de emprego formais encerradas; no acumulado do ano, foram 505 postos de trabalho a menos em Divinópolis. É  o que revela o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Um dos setores mais atingidos foi o de bares e restaurantes, que só na cidade absorve uma mão de obra em torno de 16 mil funcionários, segundo dados da Associação de Bares e Restaurantes do Brasil (Abrasel), seção de Divinópolis. E a pandemia não deixou por menos e, somente no segundo semestre do ano passado, fechou tradicionais empreendimentos na cidade. No mercado há 40 anos, o No Meio da Noite Lanches foi um deles que, junto com o Restaurante Traíras, deixou de oferecer seu atendimento na cidade. Mais recentemente, uma rede de restaurantes, que tinha três espalhados na cidade, ficou somente com um em funcionamento.

E 2021 chegou trazendo com ele uma das primeiras baixas na cidade. A tradicional loja de conveniência do segmento de alimentos e bebidas BBC (Bebida a Baixo Custo), localizada na esquina da avenida 1º de Junho com rua Itapecerica,  depois de funcionar por 23 anos, encerrou suas atividades na última segunda-feira, 1º. A reportagem entrou em contato com um dos sócios do empreendimento, Edmar Alves, que alegou a crise econômica provocada pelo coronavírus como a principal causa do acontecimento.

— Por enquanto nós fechamos. Vamos dar um stand-by, mas em breve voltaremos na hora que passar essa pandemia e melhorarem as coisas. Se Deus quiser — disse o empresário. 

2020

O ano de 2020 começou com uma visão otimista da economia, registrando uma melhora no mercado, com aumento do número de admissões. No entanto, após fevereiro, o município acumulou quatro meses seguidos de demissões acima do número de admissões.

Depois de junho, o número de admissões passou a superar as demissões. Assim, após registrar cinco meses consecutivos de saldos positivos na criação de trabalho formal, dezembro teve saldo negativo novamente, fechando o ano com saldo expressivo de vagas a menos no mercado.

Setores 

Os principais setores da economia divinopolitana ‒ comércio e os serviços ‒ registraram saldos negativos no acumulado do ano. O comércio fechou o ano com 1.227 demissões e 839 admissões, totalizando saldo negativo de 388 postos de trabalho. Já no setor de serviços foram 924 demissões e 773 novos empregos gerados, registrando saldo negativo de 151 empregos formais.

Na cidade, três setores econômicos tiveram saldo positivo na geração de empregos formais no mês de dezembro: comércio, com 65; serviços, 11; e a agropecuária, 10. No entanto, o município registrou no último mês do ano um resultado negativo de 135, na somatória de todos os setores da economia.

Para o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Divinópolis, Heider Vitor de Freitas, 2020 foi desafiador para todos os setores da economia.

— Os dados mostram claramente como a pandemia afetou todos os setores, porém, os mais afetados foram comércio e serviços, os principais geradores de emprego e renda do município. As severas restrições impostas a esses setores, com o fechamento total ou parcial e falta de previsibilidade, gerou incertezas aos empresários, sendo obrigados a reduzir, demitir ou até mesmo encerrar suas atividades — analisa Heider.

Brasil 

O Brasil encerrou o ano de 2020 com um saldo positivo na criação de empregos com carteira assinada. Apesar da forte crise econômica instalada no país, gerada pela pandemia da covid-19, foram criados 142.690 novos postos de trabalho.

Considerado todo o cenário de recessão econômica, com forte queda do consumo e da produção, tal resultado pode ser considerado como uma notícia alentadora para a conjuntura econômica do Brasil, porém, não se pode deixar de lado que ainda há um expressivo nível de desemprego e que maior parte das ocupações no Brasil são compostas por trabalhadores informais.

De acordo com o Caged, após cinco meses consecutivos de contratações acima do número de demissões, em dezembro, houve um saldo negativo de 67.906 no país. Com isso, o saldo, que é a quantidade total de vínculos celetistas ativos, em dezembro de 2020 contabilizou 38.952.313 vínculos, o que representa uma variação de -0,17% em relação ao mês anterior.

 

Comentários
×