Divinópolis encerra julho com saldo positivo na abertura de novas empresas

Comércio e serviços se destacam na criação de novos empreendimentos; Nova Serrana lidera lista no Centro-Oeste

Da Redação

Mais empresas foram abertas do que fechadas em Divinópolis no mês de julho. O relatório apresentado pelo Instituto Vitaltec à Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Divinópolis, com base nos dados do Ministério da Economia, mostram que em Divinópolis, no mês de julho de 2021, existiam 32.298 negócios ativos. O documento apresenta também que foram constituídos 695 novos empreendimentos e 252 foram extintos, registrando, assim, um saldo positivo de 443.

Segundo o presidente da CDL Divinópolis, Heider Vitor de Freitas, a meta é chegar ao fim do ano com um cenário minimamente similar ao anterior à pandemia.

— Já estamos vendo resultados da flexibilização das atividades, propiciando a retomada da confiança dos empresários na economia. Embora seja ainda uma retomada lenta, estamos caminhando para uma melhora no cenário. A expectativa é que até o final do ano a economia local esteja mais próxima do esteve antes da pandemia para melhor. Com a abertura de novas empresas, temos geração de emprego e dinheiro circulando no mercado, gerando renda para os divinopolitanos e arrecadação de receitas para a cidade — analisa o presidente da CDL Divinópolis, Heider Vitor de Freitas.

Números

Após apresentar dois meses seguidos de elevações no número de empreendimentos abertos, em julho houve uma retração de 3,4% no total de empresas constituídas em relação a junho. No entanto, em 12 meses o total de negócios abertos no município apresentou um aumento de 13,5%.

Já o número de empreendimentos fechados registrou o terceiro mês de elevações, com médias superiores em relação ao mesmo período de 2020. Em julho, houve um aumento de 1,6% em relação ao mês de junho ‒ e em comparação a julho de 2020 houve acréscimo de 20% no número de negócios fechados. Na análise estão considerados todos os tipos de natureza jurídicas das empresas.

— Depois de dois meses seguidos de aumento no número de empresas abertas na cidade, no mês passado observamos uma ligeira queda no número de aberturas, mas observa-se ainda uma forte tendência de crescimento do número de empresas a serem abertas na cidade. Outro ponto também verificado foi o crescimento de empresas fechadas, porém, o saldo final ainda é positivo e esperamos também que até o fim do ano os números de aberturas continuem seguindo este ritmo de crescimento — avaliou o economista da Vitaltec Leandro Maia.

Comércio e serviços se destacam

Analisando os segmentos econômicos com maior número de empresas constituídas na cidade, nota-se, como no resto do país, uma forte associação com os setores de serviços e comércio. As atividades que mais se destacaram na abertura de novos negócios na cidade, em julho, foram: promoção de vendas, comércio varejista de acessórios do vestuário, transporte rodoviário, serviços de cabeleireiros e manicures e obras de alvenaria.

De janeiro até julho de 2021 foram registrados aumentos significativos de empreendimentos caracterizados como microempreendedor individual (MEI) na cidade. Do total de empresas constituídas em julho, 84,72% eram caracterizadas por empresários individuais, 14,12% de sociedades limitadas e somente 0,87% Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli).

Novos negócios

Com relação ao porte das empresas, em julho, foram registradas a abertura de 675 microempresas e somente 12 empresas de pequeno porte. No acumulado de 2021 já foram abertas 4.280 microempresas em Divinópolis.

Nova Serrana fica na frente

Dentre as maiores cidades da região Centro-Oeste, Nova Serrana apresentou o maior saldo de negócios constituídos, com 444. Em seguida, ficaram Divinópolis, 443; Pará de Minas, com 184 empresas abertas, 71 extintas e saldo de 113; e Itaúna, com 167 empreendimentos abertos, 66 fechados e saldo de 101.

Comentários
×