Divinópolis avança na construção de segurança hídrica municipal

Da Redação

O Conselho Municipal de Meio Ambiente de Divinópolis (Codema) criou a Comissão Especial Temática para estudo e emissão de relatório sobre a questão da segurança hídrica no município de Divinópolis e as alternativas possíveis para sua garantia. A comissão tem como objetivo de fazer levantamento da atual situação hídrica do município, elaborar diagnóstico e apontar ações necessárias para criar uma política municipal de segurança hídrica em Divinópolis, aumentando o protagonismo do município para gestão de suas águas, integrando e alinhando políticas de gestão de recursos hídricos, proteção ambiental, saneamento, saúde, ordenamento territorial, defesa civil, além da geração e monitoramento de informações sobre aspectos de interesse para a gestão da água, possibilitando maior transparência e controle social.

A vice-prefeita, Janete Aparecida (PSC), destacou o que é segurança hídrica e sua importância.

— Nossa gestão sempre esteve muito preocupada com a segurança hídrica em nosso município que, na denominação comum, abrange toda a busca de garantia e disponibilidade hídrica nos diferentes usos, inclusive ambiental. Envolve uma gestão que leva a população a não estar mais sujeita a riscos extremos, seja de seca ou de enchentes — disse.

Os trabalhos da comissão serão coordenados por Beatriz Alves Ferreira (representante da Universidade Federal de São João Del Rey - UFSJ) tendo como relator Aroldo Felipe Freitas (representante da Superintendência Regional do Meio Ambiente do Alto São Francisco).  

A comissão terá o prazo de 120 (cento e vinte dias) para conclusão dos trabalhos, podendo o prazo ser prorrogado por igual período.

— A criação desta Comissão é referência na nossa região, porque engloba saneamento e as relações entre poder público e a sociedade, antecipando possíveis problemas para gerações futuras com a criação desta comissão — ressaltou Ezequiel Cilas, presidente do Codema e secretário municipal de Meio Ambiente.

Janete Aparecida reforçou o esforço da atual administração pela segurança hídrica no município.

— Ficamos muito felizes com a criação desta comissão para tratar de um assunto tão importante mas, juntamente com a Defessa Civil, em conjunto com a Cemig já viemos trabalhando monitorando os rios, inclusive preparando para termos um equipamento sonoro que avise a população ribeirinha em caso de enchentes e evite maiores danos e seja pega de surpresa. Essa comissão criada no Codema tem todo o apoio do Governo e nós estaremos sempre, trabalhando também nesta frente para que a população de Divinópolis tenha maior segurança possível, inclusive em relação a frequente falta de água na cidade por falta de investimentos da empresa concessionária—  destacou.

A comissão é composta por cinco conselheiros do Codema, com a seguinte composição: Adriano Guimarães Pereira (Geec), Amarildo Adriane Assis (Copasa), Aroldo Felipe de Freitas (Supram), Beatriz Alves Ferreira (UFSJ) e Cristovão Luís Santos (ANBV).

Os trabalhos serão concluídos através de relatório que será deliberado pelo Codema e encaminhados aos órgãos que tem a atribuição de executar políticas públicas de segurança hídrica municipal.

Comentários
×