Divinópolis aumenta equipe de bloqueio contra a dengue

Da Redação

A Prefeitura de Divinópolis informou nesta quinta-feira, 24, que a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), por meio da Vigilância em Saúde, implantou a segunda “equipe de bloqueio” contra a dengue. O objetivo da secretaria do município é intensificar o combate ao mosquito Aedes aegypti.

De acordo com a Prefeitura, a equipe começou a atuar na segunda quinzena de janeiro e trabalha conforme as notificações recebidas pela Vigilância Epidemiológica de pessoas com sintomas de dengue, zika ou chikungunya. A equipe vai até o endereço informado e realiza ações de pulverização por bombas apropriadas de inseticida que age no mosquito. A pulverização tem uma ação pequena, quando considerado o tempo: menos de 12 horas.

Em situação normal, equipes de rotina, em torno de 100 agentes de saúde, realizam as vistorias nos imóveis existentes no município, orientando as pessoas sobre os cuidados necessários para evitar a proliferação do mosquito, e aplicam venenos nos reservatórios de água para conter a reprodução do Aedes. Já a equipe de bloqueio faz a aspersão de veneno no ambiente.

De acordo com o Levantamento de Índice Rápido (Liraa), realizado no município no período de 7 a 11 de janeiro de 2019, o número de focos aumentou consideravelmente e trouxe uma preocupação à rede pública de saúde; por isso, a Vigilância em Saúde intensificou essas vistorias nas regiões com maior índice.

A responsável pela Vigilância em Saúde, Janice Soares, ressalta que o papel da população é muito importante.

— Noventa por cento dos focos estão dentro das casas e mostram a necessidade das ações da população — afirmou.

Ela ressalta ainda que o número de notificações de casos suspeitos de dengue vem crescendo, e o município apresenta um padrão epidemiológico similar aos anos em que houve epidemia; ou seja, a situação é preocupante e grave – merece alerta a toda a população.

Como os trabalhos da equipe de bloqueio são norteados pelas notificações epidemiológicas, é importante que as pessoas que apresentarem os sintomas da dengue entrem em contato com alguma unidade de saúde publica para que realizem as referidas notificações, que vão direcionar os trabalhos.

Comentários
×